Acompanhe:
seloNegócios

Funcionários da Queiroz Galvão na Líbia estão bem

Embaixador do Brasil no país aguarda autorização para um avião fretado pela empresa pousar em Benghazi

Modo escuro

Continua após a publicidade
Protestos na Líbia: dos 600 brasileiros no país, 130 trabalham na Queiroz Galvão (Mahmud Turkia/AFP)

Protestos na Líbia: dos 600 brasileiros no país, 130 trabalham na Queiroz Galvão (Mahmud Turkia/AFP)

R
Renata Giraldi

Publicado em 21 de fevereiro de 2011 às, 14h20.

Brasília – Dos cerca de 600 brasileiros que estão na Líbia, pelo menos 130 são funcionários da construtora Queiroz Galvão e encontram-se em uma das cidades mais tensas do país, Benghazi. A assessoria de imprensa da companhia informou à Agência Brasil que todos os funcionários “estão bem” e aguardam para seguir viagem em direção a Trípoli, capital líbia.

Desde ontem (21), o embaixador do Brasil na Líbia, George Ney Fernandes, aguarda autorização, pedida ao governo do presidente líbio, Muammar Khadafi, para um avião fretado pela construtora pousar no aeroporto de Benghazi. Porém, a autorização ainda não foi concedida. Além dos funcionários da Queiroz Galvão, há também integrantes das empresas Odebrecht e Petrobras.

"A Queiroz Galvão informa que atualmente tem 130 colaboradores brasileiros trabalhando em projetos e obras na Líbia. Todos estão bem e está sendo providenciada sua transferência de Benghazi para Trípoli, capital do país”, diz a nota da construtora.

Há seis dias, a Líbia vive manifestações diárias contra o governo Khadafi. Os conflitos se agravaram desde o último fim de semana. Há dificuldades de comunicação com a Embaixada do Brasil em decorrência dos problemas de comunicação. A maioria dos telefones fixos na Líbia está impedida de fazer ligações para o exterior.

Últimas Notícias

Ver mais
Biomm vai trazer similar do Ozempic ao Brasil; ação dispara 38%
Exame IN

Biomm vai trazer similar do Ozempic ao Brasil; ação dispara 38%

Há 6 horas

Quem poderia levar os hospitais da Dasa? O Itaú BBA tem seu palpite
Exame IN

Quem poderia levar os hospitais da Dasa? O Itaú BBA tem seu palpite

Há 14 horas

Nubank aumenta aposta e aporta US$ 100 milhões na operação do México
Exame IN

Nubank aumenta aposta e aporta US$ 100 milhões na operação do México

Há um dia

CVC Capital Partners quer captar US$ 1,33 bilhão em IPO – se o Oriente Médio deixar
Exame IN

CVC Capital Partners quer captar US$ 1,33 bilhão em IPO – se o Oriente Médio deixar

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais