Negócios

EY paga e evita processo sobre quebra do Lehman Brothers

A empresa de auditoria chegou a acordo que prevê pagamento de US$ 10 milhões por ter ajudado o Lehman Brothers a melhorar balanço


	Lehman Brothers: maior parte do valor será distribuído aos investidores prejudicados pelo acobertamento contável do Lehman Brothers antes da sua quebra
 (Nicholas Roberts)

Lehman Brothers: maior parte do valor será distribuído aos investidores prejudicados pelo acobertamento contável do Lehman Brothers antes da sua quebra (Nicholas Roberts)

DR

Da Redação

Publicado em 15 de abril de 2015 às 20h44.

A empresa de auditoria EY (Ernst&Young) chegou a um acordo, nesta quarta-feira, que prevê o pagamento de 10 milhões de dólares àqueles que a processaram por ter ajudado o banco Lehman Brothers a melhorar o seu balanço.

"O acordo anula os argumentos formulados contra a empresa, indicou em um comunicado Eric Schneiderman, o secretário de Justiça do estado de Nova York.

Segundo os termos do acordo, a maior parte dos 10 milhões de dólares será redistribuída aos investidores prejudicados pelo acobertamento contável do Lehman Brothers antes da sua quebra em 2008.

A quantia paga pela EY servirá, ainda, para cobrir os custos das autoridades de Nova York durante a investigação.

Acompanhe tudo sobre:AuditoriasBancosEmpresasEstados Unidos (EUA)EY (Ernst & Young)FinançasPaíses ricos

Mais de Negócios

Com solução para quem enfrenta o câncer, a Oncoclínicas&Co é eleita uma das Melhores do ESG

Empresa do Paraná que ajuda na cobrança de dívidas compra startup de Natal e mira R$ 100 milhões

Eles voltaram: depois de Floripa e POA, patinetes desembarcam no Rio e irão chegar a São Paulo

O bilionário de 80 anos que ficou US$ 40 bilhões mais rico num ano – e US$ 2,8 bi mais rico em 24h

Mais na Exame