Negócios

Ex-CEO do Barclays é acusado de fraude por financiamento no Catar

John Varley, CEO do banco entre 2004 e 2010, foi acusado no âmbito de uma investigação sobre uma ampliação de capital realizada no país

John Varley: próprio banco e outros três ex-diretores do Barclays também foram acusados de "conspiração para cometer fraude" (Michel Porro/Getty Images)

John Varley: próprio banco e outros três ex-diretores do Barclays também foram acusados de "conspiração para cometer fraude" (Michel Porro/Getty Images)

A

AFP

Publicado em 20 de junho de 2017 às 10h12.

O Serious Fraud Office (SFO) organismo de combate aos crimes financeiros no Reino Unido, anunciou nesta terça-feira que iniciou ações judiciais contra o banco Barclays e o ex-CEO John Varley por fraude durante uma captação de fundos no Catar em 2008.

John Varley, CEO do banco entre 2004 e 2010, foi acusado no âmbito de uma investigação sobre uma ampliação de capital realizada no Catar e um empréstimo obtido do Estado deste emirado do Golfo entre junho e novembro de 2008.

O próprio banco e outros três ex-diretores do Barclays também foram acusados de "conspiração para cometer fraude" no mesmo caso, que aconteceu durante a crise financeira global, informou o SFO.

As acusações envolvem captações de recursos que chegaram a bilhões de libras, essencialmente procedentes de investidores orientais, em particular famílias monárquicas ou fundos de investimentos do Catar e de Abu Dhabi. Também envolvem um empréstimo de três bilhões de libras do Estado do Catar.

Acompanhe tudo sobre:BancosBarclaysCEOsFraudes

Mais de Negócios

Inteligência Artificial no Brasil: inovação, potencial e aplicações reais das novas tecnologias

Mundo sem cookies: as big techs estão se adequando a uma publicidade online com mais privacidade

Ligadona em você: veja o que aconteceu com a Arapuã, tradicional loja dos anos 1990

A empresa inglesa que inventou a retroescavadeira vai investir R$ 500 milhões no Brasil — veja onde

Mais na Exame