Acompanhe:
seloNegócios

Estúdio de “Jogos Vorazes” avalia opções para sair da crise

Como uma empresa de menor porte, a Lions Gate é sido alvo de rumores sobre uma fusão. Empresas como a Metro-Goldwyn-Mayer, Sony e CBS estariam interessadas

Modo escuro

Continua após a publicidade
Jogos Vorazes: A Lions Gate Entertainment perdeu mais da metade de seu valor de mercado nos últimos 12 meses (Divulgação/Divulgação)

Jogos Vorazes: A Lions Gate Entertainment perdeu mais da metade de seu valor de mercado nos últimos 12 meses (Divulgação/Divulgação)

A
Anousha Sakoui e Nabila Ahmed, Bloomberg

Publicado em 25 de junho de 2019 às, 12h00.

Última atualização em 25 de junho de 2019 às, 12h00.

O estúdio que produziu “Jogos Vorazes”, “Mad Men” e “John Wick” agora enfrenta sua própria crise existencial.

A Lions Gate Entertainment perdeu mais da metade de seu valor de mercado nos últimos 12 meses e agora enfrenta o desafio de conseguir novos campeões de bilheteria. Além disso, fusões recentes criaram gigantes no setor de entretenimento que ameaçam eliminar estúdios menores de Hollywood.

Tudo isso amentou a pressão sobre a Lions Gate, fundada há 22 anos, que agora avalia seu futuro: estar aberta a aquisições, vender uma participação ou tentar crescer para competir com as gigantes. A Lions Gate não quis dar entrevista.

O estúdio foi fundado em 1997 em Vancouver pelo investidor do setor de mineração Frank Giustra, um amante do cinema. Giustra ganhou fama distribuindo filmes como "American Psycho" e, com a aquisição da Summit Entertainment em 2012, foi alçado ao sucesso com filmes como "Crepúsculo". Este ano também lançou a franquia “Jogos Vorazes”. (O estúdio anunciou na semana passada que pode haver um "prequel".)

Mas, como uma empresa de menor porte, a Lions Gate tem sido alvo de rumores sobre uma possível fusão. Empresas como a Metro-Goldwyn-Mayer, Sony e CBS estariam interessadas. No entanto, com a ação no nível mais baixo em sete anos, em cerca de US$ 12, o estúdio não estaria interessado em um acordo neste momento, disseram pessoas a par do assunto.

Outras estratégias estão em discussão. Uma delas é comprar uma participação na Miramax, a produtora de filmes que pertencia aos irmãos Weinstein, disse uma das pessoas. O atual proprietário, o beIn Media Group, recentemente procurou investidores interessados em uma participação minoritária. O negócio daria à Lions Gate acesso a uma biblioteca de filmes vencedores do Oscar, como “Shakespeare Apaixonado” e, mais recentemente, franquias ressuscitadas como “Halloween”.

Últimas Notícias

Ver mais
Para Wagner Moura, o cinema traz sensações, mas o streaming dissemina a cultura
Pop

Para Wagner Moura, o cinema traz sensações, mas o streaming dissemina a cultura

Há um dia

Onde assistir 'Guerra Civil'? Filme com Wagner Moura estreia hoje nos cinemas
Pop

Onde assistir 'Guerra Civil'? Filme com Wagner Moura estreia hoje nos cinemas

Há um dia

Armeira de 'Rust' é condenada a 18 meses de prisão por disparo mortal
Pop

Armeira de 'Rust' é condenada a 18 meses de prisão por disparo mortal

Há 3 dias

Após Barbie, Margot Robbie vai produzir filme sobre Banco Imobiliário
Pop

Após Barbie, Margot Robbie vai produzir filme sobre Banco Imobiliário

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais