Acompanhe:
seloNegócios

Cerca de 600 manifestantes, entre trabalhadores da Eletrobras e familiares, dirigentes sindicais e movimentos populares, protestaram nesta sexta-feira, 21, por mais de quatro horas na porta da sede da Eletrobras, no Centro do Rio de Janeiro. Os trabalhadores acusam a direção da empresa, privatizada no ano passado, de perseguição política e coação para a assinatura do plano de demissões da companhia.

"Por diversos descumprimentos do Acordo Coletivo de Trabalho, os sindicatos acionaram judicialmente o Tribunal Superior do Trabalho (TST) e deflagraram greve de 72 horas nos dias 9, 10 e 11 de agosto", informou o Coletivo Nacional dos Eletricitários.

Demissão por justa causa

O Coletivo vem alertando há alguns dias sobre o processo administrativo de demissão por justa causa contra Ikaro Chaves, liderança nacional da luta contra a privatização e pela reestatização da Eletrobras. Segundo os eletricitários, o processo foi aberto por perseguição política. Chaves recebeu apoio de vários parlamentares, entre eles da presidente do PT e deputada federal, Gleisi Hoffmann (PT-PR), e do deputado federal Orlando Silva (PCdoB-BA).

"O clima na empresa está péssimo, hostil. A condução irresponsável dos processos de demissão e reestruturação colocam em risco o sistema elétrico brasileiro", disse em nota o Coletivo Nacional dos Eletricitários, informando que os sindicalistas protocolaram as denúncias no Ministério de Minas e Energia (MME) e na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Quem é o mineiro que investiu R$ 38 milhões em um parque de realidade virtual no interior de SP 
seloNegócios

Quem é o mineiro que investiu R$ 38 milhões em um parque de realidade virtual no interior de SP 

Há 23 horas

Mistura do Brasil com Taiwan: como eles transformaram uma bebida asiática em um negócio de R$ 30 mi
seloNegócios

Mistura do Brasil com Taiwan: como eles transformaram uma bebida asiática em um negócio de R$ 30 mi

Há 23 horas

Como a Casa do Construtor fatura R$ 834 milhões alugando de furadeiras a betoneiras
seloNegócios

Como a Casa do Construtor fatura R$ 834 milhões alugando de furadeiras a betoneiras

Há um dia

Em negócio de R$ 20 milhões, empresa de SP compra startup para agilizar comércio no exterior
seloNegócios

Em negócio de R$ 20 milhões, empresa de SP compra startup para agilizar comércio no exterior

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais