Edtechs atraem executivos com cursos rápidos e dinâmicos para alavancar os negócios

Startups como Reforge, Section4 e a brasileira G4 Educação lançam programas para quem busca networking, conhecimento e insights que possam ser aplicados de forma instantânea aos negócios.
Tallis Gomes, Alfredo Soares, Bruno Nardon e Tony Celestino, fundadores da G4 Educação. (G4 Educação/Reprodução)
Tallis Gomes, Alfredo Soares, Bruno Nardon e Tony Celestino, fundadores da G4 Educação. (G4 Educação/Reprodução)
G
G4 Educação

Publicado em 07/07/2022 às 13:59.

Última atualização em 07/07/2022 às 16:47.

Este conteúdo é produzido e apresentado por G4 Educação

A falta de disponibilidade para passar longos meses adquirindo conhecimento, o dinamismo do mercado e a constante necessidade de aplicar no curto prazo o conhecimento adquirido é uma realidade que inspira a atuação das chamadas edtechs (empresas que desenvolvem tecnologias para oferecer educação), em especial aquelas cujo core business é atender proprietários de negócios e C-Levels. 

No Brasil, o número de edtechs cresceu 26% durante a pandemia, segundo um levantamento realizado pelo CIEB (Centro de Inovação para a Educação Brasileira) e pela Abstartup (Associação Brasileira de Startups do Brasil), que considera dados coletados entre 2019 e 2021. Segundo o balanço, há pelo menos 566 edtechs ativas no país.

A tendência é internacional e conta com players como Reforge e Section 4 como alguns de seus principais representantes. O objetivo desse modelo de educação é simples: em poucas semanas, aumentar a capacidade dos empresários e executivos de resolverem, de forma prática, os desafios de seus negócios.

Networking e conteúdo com os melhores do mercado

A Reforge, por exemplo, conta com programas que combinam o acesso a conteúdos atuais, produzidos pelos executivos das maiores companhias do mundo, com a possibilidade de pertencer a uma comunidade com milhares de especialistas e colegas, para que empresas ganhem escala através do networking. 

Já a Section 4 tem como objetivo tornar a educação empresarial de elite acessível a todos, através de “sprints de conteúdo”. Ou seja, a empresa transforma MBAs (que tendem a ser densos e extensos) em tópicos práticos para serem estudados e discutidos ao longo de 2 a 3 semanas.

Segundo o CEO da Section 4, Gregory Shove, o motivo do sucesso da empresa e de outras edtechs é o mesmo dos famosos TED Talks: “Brevidade e foco. É levar uma apresentação de uma hora de um especialista e forçá-lo a entregar as partes mais importantes em 18 minutos”.

E não basta apenas ser breve. Ambas têm em comum o fato de oferecerem conteúdo ministrado por profissionais líderes do mercado, em vez de professores com um perfil puramente acadêmico. Dessa forma, o aluno entra em contato constantemente com casos práticos, que o instigam a aplicar o conhecimento em vez de apenas memorizá-lo.

Edtechs no Brasil

Aqui no Brasil, um dos players dessa tendência é o G4 Educação. A edtech de educação executiva tem como foco a capacitação de gestores e empresários através de programas como a Imersão & Mentoria presencial. De forma prática, os programas capacitam gestores e donos de negócios a usarem, aqui no Brasil, as estratégias das empresas que mais crescem no mundo.

“Os nossos programas traduzem as práticas das empresas que mais crescem no mundo para os negócios tradicionais do Brasil e fazemos isso de maneira ágil e imediatamente aplicável, por meio de tecnologia e mentores com muito track record”, explica Tallis Gomes, co-fundador do G4 Educação. 

Para o executivo, ensinar aos negócios de hoje as práticas de negócio da década passada não faz mais sentido, principalmente porque, segundo ele, como todos os outros setores, a educação executiva também exige evolução constante.

“Na G4, a inovação é regra", completa o empresário, se referindo à importância das empresas de educação manterem seus conceitos de gestão e seus conteúdos atualizados.

Para além do mundo corporativo

O aprendizado é válido seja qual for o negócio. Daniel Dziabas, médico dermatologista e fundador da Daniel Dziabas Dermatology, conta que investir em uma edtech foi um divisor de águas para seu negócio: "Eu passei a ter uma série de ferramentas que agora quero aplicar no meu negócio, porque realmente acredito que era isso que estava me faltando. Ter os elementos necessários para ter segurança, para analisar dados, para criar novas oportunidades, para gerir melhor as pessoas que eu tenho dentro da equipe e para ter esse processo todo de crescimento consciente e saudável”. 

Outra vantagem é a possibilidade de fazer networking. Rodrigo Amuchastegui, COO da Evolucional, aponta isso como um dos principais valores da imersão que fez através da G4 Educação: “A gente está misturado em um grupo de 50 pessoas com alta relevância dentro de empresas bem-sucedidas, e a gente vê e compartilha a dor e experiências com os outros, absorvendo estratégias que outras pessoas fazem. Essa troca é muito importante”.

Para quem está por trás das edtechs, o acesso a conceitos e a ferramentas inovadoras e atuais é uma grande oportunidade para os empresários levarem os seus negócios ao próximo nível. “Nesse modelo, tudo o que o gestor precisa está disponível a uma consulta à barra de pesquisa e ali ele tem uma verdadeira curadoria dos melhores conteúdos”, explica Tallis Gomes.

Além disso, entre os resultados positivos de se investir em educação executiva, está a geração de empregos. Lineu Salgado Neto, sócio-fundador e head de growth da Leve Saúde, conta que a empresa gerou 160 novos empregos pós-G4. Já Henrique Ofugi, head comercial e marketing da Voxage Soluções, destaca que o quadro de funcionários da companhia praticamente quadruplicou. 

Saiba mais sobre a G4 Educação

O G4 Educação é uma edtech com foco em educação executiva, que se posiciona como a Evolução da Escola de Negócios e atua em quatro frentes:

  • Programas de educação executiva ministrados por referências do mercado com amplo track record;
  • G4 Skills, software online B2B de cursos de extensão e treinamentos;
  • Soluções educacionais In Company;
  • G4 Comunidades, uma rede de relacionamento para a geração de negócios entre os membros. 

A metodologia de ensino é baseada em atualidade e aplicabilidade, com ferramentas práticas, por meio das quais são abordadas técnicas, frameworks e mecanismos de gestão, vendas, marketing, operações, customer experience e growth utilizadas pelas empresas mais inovadoras e valiosas do mundo. Para saber mais sobre a G4 Educação, clique aqui.

Este conteúdo é produzido e apresentado por G4 Educação