Acompanhe:
seloNegócios

Dona da Dudalina e Le Lis Blanc prevê queda de 40% do faturamento em 2020

O grupo Restoque afirma que o coronavírus deve impactar as operações principalmente neste ano, com recuperação esperada para 2021

Modo escuro

Continua após a publicidade
Loja da marca premium Dudalina (Germano Lüders / EXAME/Exame)

Loja da marca premium Dudalina (Germano Lüders / EXAME/Exame)

J
Juliana Estigarribia

Publicado em 19 de maio de 2020 às, 12h18.

O grupo Restoque, dono das marcas Dudalina e Le Lis Blanc, revisou suas projeções para 2020, diante dos impactos da pandemia do novo coronavírus nos negócios. Em fato relevante divulgado nesta terça-feira, 19, a companhia prevê uma queda de 40% do faturamento neste ano, para 750 milhões de reais.

De acordo com o documento, o faturamento da rede deve recuar quase pela metade, para 463 milhões de reais. Já no canal online, o grupo deve ampliar as vendas de 59 milhões de reais, em 2019, para 70 milhões de reais neste ano.

Para os próximos cinco anos, entretanto, a expectativa do grupo é aumentar os níveis de vendas. Em 2021, a Restoque projeta 1,28 bilhão de reais de faturamento, até alcançar 1,82 bilhão em 2025.

"As projeções para 2021 consideram retorno ao faturamento de 2019 e um crescimento conservador para o período de 2022 a 2025. Dada a expectativa de retorno mais lento do mercado de multimarcas, as projeções consideram crescimento em patamares menores para o canal atacado", disse o grupo em apresentação.

Cerca de 78% das vendas do grupo vêm do varejo, 20% do atacado e apenas 2% do online. A marca Le Lis Blanc é a que tem maior receita, cerca de 46% do total.

Com atuação no segmento premium e 255 lojas próprias, 31 outlets e presente em cerca de 5.000 multimarcas, o grupo adquiriu em 2017 a Dudalina, tendo atualmente seis marcas.

Como medidas para enfrentar o cenário de queda da receita, a companhia adotou redução da jornada e dos salários administrativos de 25% a 40% (no caso da diretoria). Houve também suspensão  de contratos de trabalho nas lojas, fábricas e centros de distribuição.

As ações da Restoque na B3 subiam 3,92% às 11h30 desta terça-feira.

Últimas Notícias

Ver mais
Zema reitera no STF que não vai exigir vacinação completa de estudantes na rede estadual
Brasil

Zema reitera no STF que não vai exigir vacinação completa de estudantes na rede estadual

Há uma semana

Qual a diferença entre dengue e covid-19? Veja os sintomas
Brasil

Qual a diferença entre dengue e covid-19? Veja os sintomas

Há uma semana

MG e SC contrariam Ministério da Saúde e não exigem carteira de vacinação para matrícula escolar
Brasil

MG e SC contrariam Ministério da Saúde e não exigem carteira de vacinação para matrícula escolar

Há 3 semanas

Casos agudos de covid-19 aumentam no Norte e Nordeste
Brasil

Casos agudos de covid-19 aumentam no Norte e Nordeste

Há 3 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais