Dona da Dudalina e Le Lis Blanc prevê queda de 40% do faturamento em 2020

O grupo Restoque afirma que o coronavírus deve impactar as operações principalmente neste ano, com recuperação esperada para 2021
Loja da marca premium Dudalina (Germano Lüders / EXAME/Exame)
Loja da marca premium Dudalina (Germano Lüders / EXAME/Exame)
Por Juliana EstigarribiaPublicado em 19/05/2020 12:18 | Última atualização em 19/05/2020 12:18Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O grupo Restoque, dono das marcas Dudalina e Le Lis Blanc, revisou suas projeções para 2020, diante dos impactos da pandemia do novo coronavírus nos negócios. Em fato relevante divulgado nesta terça-feira, 19, a companhia prevê uma queda de 40% do faturamento neste ano, para 750 milhões de reais.

De acordo com o documento, o faturamento da rede deve recuar quase pela metade, para 463 milhões de reais. Já no canal online, o grupo deve ampliar as vendas de 59 milhões de reais, em 2019, para 70 milhões de reais neste ano.

Para os próximos cinco anos, entretanto, a expectativa do grupo é aumentar os níveis de vendas. Em 2021, a Restoque projeta 1,28 bilhão de reais de faturamento, até alcançar 1,82 bilhão em 2025.

"As projeções para 2021 consideram retorno ao faturamento de 2019 e um crescimento conservador para o período de 2022 a 2025. Dada a expectativa de retorno mais lento do mercado de multimarcas, as projeções consideram crescimento em patamares menores para o canal atacado", disse o grupo em apresentação.

Cerca de 78% das vendas do grupo vêm do varejo, 20% do atacado e apenas 2% do online. A marca Le Lis Blanc é a que tem maior receita, cerca de 46% do total.

Com atuação no segmento premium e 255 lojas próprias, 31 outlets e presente em cerca de 5.000 multimarcas, o grupo adquiriu em 2017 a Dudalina, tendo atualmente seis marcas.

Como medidas para enfrentar o cenário de queda da receita, a companhia adotou redução da jornada e dos salários administrativos de 25% a 40% (no caso da diretoria). Houve também suspensão  de contratos de trabalho nas lojas, fábricas e centros de distribuição.

As ações da Restoque na B3 subiam 3,92% às 11h30 desta terça-feira.