• AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
  • AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
Abra sua conta no BTG

Direct Talk e Seekr anunciam fusão com aporte de fundo CVentures

Empresas brasileiras de tecnologia tem como objetivo atingir 100 milhões de reais nos próximos cinco anos após a fusão
Atualmente, a Direct Talk e a Seekr têm faturamento de 30 milhões de reais por ano (Reprodução/.)
Atualmente, a Direct Talk e a Seekr têm faturamento de 30 milhões de reais por ano (Reprodução/.)
Por ReutersPublicado em 20/03/2017 08:59 | Última atualização em 20/03/2017 08:59Tempo de Leitura: 1 min de leitura

São Paulo - As empresas brasileiras de tecnologia voltadas a atendimento e monitoramento de consumidores Direct Talk e Seekr anunciaram fusão que deve elevar o faturamento conjunto em mais de três vezes nos próximos cinco anos.

A Direct Talk, criada há 15 anos, é especializada em softwares para atendimento de consumidores, incluindo ferramentas de chat para comércio eletrônico, enquanto a Seekr, fundada em 2010, é voltada a programas de monitoramento de produtos e marcas em redes sociais.

A fusão tem apoio do fundo CVentures, que tem entre os investidores a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e o Fundo Multilateral de Investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Atualmente, as empresas têm faturamento de 30 milhões de reais por ano, mas com a fusão o objetivo é atingir 100 milhões de reais nos próximos cinco anos.

As empresas não informaram qual participação o CVentures terá na companhia combinada, mas "trata-se de uma representação relevante, porém, minoritária".

A união das companhias, que criará um grupo com 700 clientes e 130 funcionários, também permitirá uma expansão internacional por países latino-americanos. A estratégia começará por México, Colômbia, Chile e Peru; numa segunda rodada viria a Argentina.

Veja Também

Enjoei desaba após compra da Gringa ser suspensa
Mercados
Há 9 horas • 2 min de leitura

Enjoei desaba após compra da Gringa ser suspensa

Eduzz compra fatia do Grupo Acelerador, de Marcus Marques
Negócios
Há uma semana • 2 min de leitura

Eduzz compra fatia do Grupo Acelerador, de Marcus Marques

Ex-vendedor de canetas de Belém se torna milionário aos 21 anos
Carreira
Há uma semana • 3 min de leitura

Ex-vendedor de canetas de Belém se torna milionário aos 21 anos