Negócios

CVM reagenda leilão de ofertas pela aquisição da Eletropaulo

Comissão definiu que o leilão ocorrerá em 4 de junho, e não mais 18 de maio como previsto anteriormente

AES Eletropaulo: Energisa, Enel e Neoenergia, da espanhola Iberdrola, já apresentaram ofertas pela aquisição da empresa de energia (André Lessa/Exame)

AES Eletropaulo: Energisa, Enel e Neoenergia, da espanhola Iberdrola, já apresentaram ofertas pela aquisição da empresa de energia (André Lessa/Exame)

R

Reuters

Publicado em 3 de maio de 2018 às 09h06.

São Paulo - A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) definiu que o leilão em que serão colocadas na mesa ofertas para a aquisição de até todas as ações da distribuidora de energia Eletropaulo ocorrerá em 4 de junho, e não mais 18 de maio como previsto anteriormente, informou a companhia em fato relevante nesta quinta-feira.

Energisa, Enel e Neoenergia, da espanhola Iberdrola, já apresentaram ofertas pela aquisição da Eletropaulo. Novas propostas poderão ser apresentadas até 14 de maio, a 20 dias do leilão conjunto. O maior lance no momento é da Enel, de 32,20 reais por ação da distribuidora paulista.

No dia do leilão, poderá haver interferência por parte dos compradores, com a possibilidade de os ofertantes aumentarem o preço no leilão, desde que a empresa que pretender interferir apresente documentos exigidos pela CVM.

Acompanhe tudo sobre:CVMEletropauloEnergia elétricaEnergisaFusões e AquisiçõesNeoenergia

Mais de Negócios

“É função dos empresários iniciar um novo RS”, diz CEO da maior produtora de biodiesel do país

Na Prosegur, os candidatos são avaliados pela simpática Rose, a chatbot do grupo

Baré, Fruki, Coroa, Jesus: conheça os refrigerantes de guaraná que bombam pelos estados do Brasil

De gravadora a companhia aérea: conheça Richard Branson, o bilionário que inspira os donos da Cimed

Mais na Exame