Negócios

Crocs receberá US$200 mi da Blackstone; CEO vai se aposentar

Em troca dos 200 milhões, a Blackstone receberá ações preferenciais que podem ser convertidas em ações ordinárias em três anos


	Homem passa por calçados da Crocs: presidente-executivo da companhia, John McCarvel, planeja se aposentar em abril e também vai desistir de seu assento no conselho da Crocs
 (Getty Images)

Homem passa por calçados da Crocs: presidente-executivo da companhia, John McCarvel, planeja se aposentar em abril e também vai desistir de seu assento no conselho da Crocs (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 30 de dezembro de 2013 às 07h46.

Nova York - A Crocs disse que o Blackstone Group está fazendo um investimento de 200 milhões de dólares que vai dar à empresa de private equity uma participação de 13 por cento na empresa de calçados.

Em troca dos 200 milhões, a Blackstone receberá ações preferenciais que podem ser convertidas em ações ordinárias em três anos, se forem respeitadas determinadas condições. A Blackstone também receberá dois assentos no conselho.

A Crocs também disse, na noite de domingo, que o presidente-executivo da companhia, John McCarvel, planeja se aposentar em abril e também vai desistir de seu assento no conselho da Crocs.

"Vamos recrutar um novo CEO que irá trabalhar com o conselho reestruturado para refinar nossos planos estratégicos de curto prazo e de longo prazo, que incluirá um foco mais nítido sobre o crescimento dos lucros com menos ênfase no crescimento de primeira linha", disse o presidente do conselho, Thomas Smach, em um comunicado.

Acompanhe tudo sobre:acordos-empresariaisBlackstoneempresas-de-tecnologiaInvestimentos de empresas

Mais de Negócios

O Brasil pode exportar peças para veículos? Essa é a aposta da Bosch após vender R$ 9,8 bilhões aqui

Startup do Amapá capta R$ 3 milhões e já tem R$ 30 milhões para emprestar na Amazônia

Você já ouviu falar na sigla DYOR? Veja por que ela é importante no universo das finanças

Com investimento de R$ 70 milhões, plataforma de renegociação de dívidas entra em operação

Mais na Exame