Acompanhe:
seloNegócios

Credit Suisse também espionou o Greenpeace, diz jornal

Segundo a reportagem, o presidente-executivo do Credit Suisse ordenou que seu chefe de segurança se infiltrasse no grupo de proteção ambiental

Modo escuro

Continua após a publicidade
Credit Suisse: instituição é criticada pelo Green Peace por investir em combustíveis fósseis (Pascal Lauener/Reuters)

Credit Suisse: instituição é criticada pelo Green Peace por investir em combustíveis fósseis (Pascal Lauener/Reuters)

R
Reuters

Publicado em 2 de fevereiro de 2020 às, 13h11.

Zurique - O Credit Suisse, que enfrenta escândalo relacionado à espionagem de altos executivos, também conduziu ações de espionagem contra o Greenpeace, publicou o jornal suíço SonntagsZeitung.

O então presidente-executivo Pierre-Oliver Bouee ordenou que seu chefe de segurança se infiltrasse no grupo de proteção ambiental depois que o Greenpeace interrompeu uma reunião anual de acionistas da instituição financeira em 2017, publicou o jornal.

O Credit Suisse, que é criticado pelo Greenpeace por investir em combustíveis fósseis, teve acesso a emails que indicam que o banco teve informações sobre manifestações que o grupo planejava fazer contra ele, segundo o jornal.

Um porta-voz do Credit Suisse não comentou o assunto. O Greenpeace não se manifestou.

Bouee foi demitido em dezembro por causa da vigilância montada sobre ex-membros do conselho de administração Iqbal Khan e Peter Goerke. O órgão supervisor do mercado suíço, FINMA, está investigando o caso.

Últimas Notícias

Ver mais
Espião russo atuava em embaixada de Brasília, diz jornal
Brasil

Espião russo atuava em embaixada de Brasília, diz jornal

Há uma semana

Sob tensão com o Norte, Coreia do Sul confirma que enviará ao espaço segundo satélite-espião
Mundo

Sob tensão com o Norte, Coreia do Sul confirma que enviará ao espaço segundo satélite-espião

Há uma semana

Como Mark Zuckerberg espionou rivais como Snapchat, YouTube e Amazon
Tecnologia

Como Mark Zuckerberg espionou rivais como Snapchat, YouTube e Amazon

Há 2 semanas

EUA estuda possibilidade de reduzir acusações contra Assange caso admita culpa, diz jornal
Mundo

EUA estuda possibilidade de reduzir acusações contra Assange caso admita culpa, diz jornal

Há 3 semanas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais