Acompanhe:
seloNegócios

Como as idas ao supermercado mudaram com a pandemia do coronavírus

Os idosos têm respeitado mais as medidas de isolamento social e há uma queda de 37% no número de clientes idosos nos supermercados na quarentena

Modo escuro

Continua após a publicidade
Segundo pesquisa do programa de fidelidade da Dotz, consumidor vai menos ao mercado, mas gasta mais (Getty Images/Getty Images)

Segundo pesquisa do programa de fidelidade da Dotz, consumidor vai menos ao mercado, mas gasta mais (Getty Images/Getty Images)

K
Karin Salomão

Publicado em 6 de maio de 2020 às, 15h00.

Última atualização em 6 de maio de 2020 às, 15h00.

Carrinhos mais cheios, mas supermercados mais vazios. Com a pandemia do coronavírus, consumidores vão menos ao mercado, estocam mais e têm gastos maiores nesse período, de acordo com uma pesquisa realizada pela empresa de pontos de fidelidade Dotz.

Entre os dias dias 15 de março e 18 de abril, o consumidor foi menos ao mercado. Houve uma queda de 18% no número de clientes em lojas em comparação ao período antes da quarentena, de 9 de fevereiro a 14 de março.

A cada semana de isolamento, de março a abril, as idas ao mercado foram diminuindo cada vez mais. Com menos idas ao mercado, o consumidor tem gastado mais a cada compra. Houve um aumento de 35% do tíquete médio, de R$100 para R$135.

Os clientes idosos têm respeitado mais as medidas de isolamento social. A pesquisa da Dotz apontou uma queda de 37% no número de clientes idosos nos supermercados no período da quarentena.

Entre esse público. o gasto também é maior: o tíquete médio aumentou 36% no período de isolamento, de R$112 para R$153.

Itens mais vendidos

Analisando os carrinhos de compra, a Dotz concluiu que as pessoas estão cozinhando cada vez mais em casa. Entre os itens que tiveram aumento de compra, está álcool para limpeza e itens básicos que necessitam de algum preparo, como arroz, farináceos, massas e feijão. No período analisado, observou-se ainda uma queda na compra de bebidas prontas para consumo, como refrigerante, iogurte e sucos prontos.

A pesquisa contou com dados de 2,3 milhões de consumidores em compras realizadas nas 16 redes de supermercados parceiras da Dotz no Brasil.

A empresa de fidelidade começou a analisar dados de consumo como um novo negócio em março. Mais do que uma empresa de pontos, a Dotz quer usar os dados de seus usuários para entender melhor o mercado de varejo. Os dados como as compras dos usuários, sua cesta de compras e movimentos – anonimizados – podem ajudar a companhia a visualizar tendências. Agora, a empresa espera disponibilizar relatórios quinzenais com os dados.

Últimas Notícias

Ver mais
Rappi relança programa de assinaturas e amplia benefícios; veja o que muda
seloMarketing

Rappi relança programa de assinaturas e amplia benefícios; veja o que muda

Há 4 dias

Assaí surpreende com alta de 15% nas vendas no 4º tri — e amplia vantagem sobre Carrefour
Exame IN

Assaí surpreende com alta de 15% nas vendas no 4º tri — e amplia vantagem sobre Carrefour

Há uma semana

Carrefour limpa a casa – e tenta mostrar que o pior já passou
Exame IN

Carrefour limpa a casa – e tenta mostrar que o pior já passou

Há uma semana

Zema reitera no STF que não vai exigir vacinação completa de estudantes na rede estadual
Brasil

Zema reitera no STF que não vai exigir vacinação completa de estudantes na rede estadual

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais