Com pé no acelerador: fintech Creditas lança serviço de revenda de carros

A empresa lança a Creditas Auto, uma revenda online de veículos usados e seminovos. Por ali, clientes poderão vender carros usados e comprar veículos seminovos da própria Creditas ou de terceiros

Poucos meses após virar uma empresa de tecnologia considerada unicórnio (nome dado aos negócios desse tipo com avaliação de mercado superior a 1 bilhão de dólares), a fintech Creditas está colocando os dois pés no acelerador no mercado automotivo.

Nesta quarta, 12, a empresa lança uma plataforma chamada Creditas Auto para servir como uma espécie de grande revenda de veículos usados e seminovos. Pelo serviço, clientes poderão vender carros usados e, na outra ponta, comprar veículos seminovos da própria Creditas ou de revendedores terceiros conveniados ao sistema.

O que os empreendedores de sucesso têm em comum? Inovação será a chave de 2021. Fique por dentro em nosso curso exclusivo

Relembrando o modelo de negócio da Creditas: a fintech aberta em 2012 em São Paulo cresceu ao ofertar empréstimos com garantia para reduzir o risco do financiamento – e o juro cobrado na ponta.

Funciona assim: o cliente oferece um bem – geralmente um carro ou imóvel – na hora de pedir o crédito e essa garantia pode ser tomada caso a dívida não seja paga. Por isso, as taxas dos empréstimos da Creditas ficam em média em 10,7% ao ano, uma taxa bem abaixo dos mais de 100% anuais comuns em concorrentes.

O investimento na revenda de veículos vem na esteira de uma oportunidade de fidelizar a base de clientes da Creditas, diz Sergio Furio, fundador e principal executivo à frente da fintech. Até então, a Creditas tinha pouco a oferecer aos tomadores de crédito para aquisição de veículos quando o pagamento desse financiamento chegava ao fim.

“O que acontecia é o cliente pagar o crédito auto e, então, perdermos esse cliente por não ter outro produto para ele”, diz Furio. “A gente quer oferecer produtos para a vida inteira desse cliente já conquistado, em vez de vê-lo sumir.” 

O racional, agora, é: se o cliente está com o carro 100% financiado, mas enjoou do veículo ou quer um modelo mais recente, pode fazer esse câmbio pela mesma plataforma por onde tomou o empréstimo.  

A Creditas Auto começa as atividades tendo uma aba dedicada ao serviço dentro do site da própria fintech. Donos de revendas de veículos interessados em exibir o estoque por ali poderão fazer isso no Creditas Auto Pro, um marketplace de veículos aos moldes de players importantes nesse mercado como Webmotors, Kavak e iCarros. 

O negócio também exigiu investimentos em espaços físicos para acomodar os veículos. O principal deles é um galpão de 30.000 metros quadrados – o equivalente a um shopping center pequeno – em Barueri, na Grande São Paulo, dedicado a ser uma oficina mecânica de grande porte para avaliação e reparos dos carros entregues sob posse da Creditas.

No local estão trabalhando desde fevereiro 150 funcionários – boa parte deles gente especializada em mecânica, funilaria e pintura automotiva. Por ali também está funcionando um showroom para os dispostos a ver de perto os carros anunciados no site da fintech.

Além do investimento nessa mega oficina mecânica, a entrada da Creditas no mercado automotivo também motivou parcerias com varejistas como supermercados e shopping centers dispostos a transformar parte de seus espaços físicos em showroom da Creditas Auto.

O negócio começa com cinco desses showrooms na Grande São Paulo. A intenção de Furio é levar o serviço para outras regiões do Brasil a ponto de ter uma cobertura nacional até o fim de 2021.

A indústria automotiva convencional vem sendo obrigada a se mexer por causa de ameaças em diversas frentes –  concorrência de carros elétricos como os da Tesla, os carros autônomos, ou mesmo a vontade dos mais jovens em simplesmente não ter carro mais.

Para Furio, a transformação do setor traz oportunidades de negócios para entrantes como a Creditas – e a pandemia só abriu ainda mais esses flancos. “Agora, muita gente quer ter carro para ter independência e conforto numa situação de pandemia, por isso os estoques estão baixos”, diz ele. “Mas no longo prazo há uma mudança de paradigma importante no setor, abrindo espaços para novos modelos de mobilidade, como a locação de veículos com opção de compra.” 

O investimento no mercado automotivo vem num bom momento para a Creditas. A carteira de crédito chegou a 1,545 bilhão de reais ao fim do primeiro trimestre, com avanço anual de 73%. A fintech teve um prejuízo de 64,6 milhões de reais, valor 25,7% acima do mesmo período do ano anterior, mas os aportes sucessivos de grandes fundos internacionais servem como atestado de validação do modelo de negócios e da trajetória da Creditas.

Fundada em 2012, a Creditas emprega mais de 2000 funcionários em escritórios em São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Valência (Espanha) e Cidade do México e já recebeu aportes de fundos de capital de risco internacionais que somam mais de 569 milhões de dólares.

– Colaborou Beatriz Quesada

Quais são as tendências entre as maiores empresas do Brasil e do mundo? Assine a EXAME e saiba mais.

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

 

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.