Acompanhe:
seloNegócios

Coface pretende concorrer com agências de risco na Europa

Madri - A companhia de gerenciamento e soluções de crédito Coface solicitou ao Comitê Europeu de Reguladores (CESR, na sigla em inglês) seu credenciamento como agência de classificação de risco em dez mercados europeus, como uma alternativa às internacionais Moody's, Fitch e Standard & Poor's. O grupo Coface Ibérica, filial do banco francês Natixis, informou […]

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

D
Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às, 03h39.

Madri - A companhia de gerenciamento e soluções de crédito Coface solicitou ao Comitê Europeu de Reguladores (CESR, na sigla em inglês) seu credenciamento como agência de classificação de risco em dez mercados europeus, como uma alternativa às internacionais Moody's, Fitch e Standard & Poor's.

O grupo Coface Ibérica, filial do banco francês Natixis, informou hoje que apresentou a solicitação de credenciamento no dia 13 de julho ao organismo europeu.

O CESR deve validar agora a solicitação e remetê-la às autoridades dos dez países para os quais a Coface solicitou o credenciamento (Espanha, Alemanha, Bélgica, França, Itália, Holanda, Polônia, Portugal, Reino Unido e República Tcheca) e, depois de processar a solicitação, serão publicados os resultados em um prazo máximo de 6 meses.

A Coface pretende se tornar a primeira agência global de classificação de risco europeia e "contribuir para restaurar a confiança nas qualificações empresariais", apresentando-se como uma alternativa ao oligopólio da Moody's, Fitch e Standard & Poor's, explicou o grupo em comunicado.

A companhia informou que avalia unicamente as empresas com um elevado risco de crédito e que não recebe nenhuma remuneração das empresas que qualifica, por isso não permite "classificações complacentes"

Últimas Notícias

Ver mais
Na WEG, a falácia da baixa rentabilidade fora do Brasil
Exame IN

Na WEG, a falácia da baixa rentabilidade fora do Brasil

Há 5 horas

CEO da Alliança renuncia e Isabella Tanure assume comando
Exame IN

CEO da Alliança renuncia e Isabella Tanure assume comando

Há 8 horas

No resultado histórico da BRF, efeito cíclico ou mudança estrutural?
Exame IN

No resultado histórico da BRF, efeito cíclico ou mudança estrutural?

Há 10 horas

Muito além do amianto: o futuro da Eternit após a recuperação judicial  
Exame IN

Muito além do amianto: o futuro da Eternit após a recuperação judicial  

Há 12 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais