Negócios

Clubes ingleses gastam 25% a menos em contratações

Estima-se que janela de contratações da temporada 2010/2011 tenha representado um gasto de 320 mi de libras para as equipes inglesas

O ganês Asamoah Gyan defendendo sua seleção durante a Copa de 2010: jogador deve ser a contratação mais cara da temporada no Campeonato Inglês (Getty Images)

O ganês Asamoah Gyan defendendo sua seleção durante a Copa de 2010: jogador deve ser a contratação mais cara da temporada no Campeonato Inglês (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h40.

Londres - Os clubes da primeira divisão do Campeonato Inglês gastaram 25% a menos em contratações de jogadores na primeira janela de transferências desta temporada do que na anterior, e cerca de um terço do valor total foi gasto por apenas uma equipe: o Manchester City.

A menos de duas horas do fechamento do mercado, estima-se que o investimento dos clubes ingleses em jogadores correspondeu a 320 milhões de libras, a despesa mais baixa desde 2006.

O Manchester City, controlado pelo xeque Mansour bin Zayed Al-Nahyan, destinou 126 milhões de libras à compra de novos jogadores para o elenco.

Segundo a agência britânica "Press Associated", o Sunderland deverá protagonizar ainda hoje a maior contratação em termos econômicos, com a compra do ganês Asamoah Gyan, procedente do Rennes.

Leia mais notícias sobre futebol

Siga as notícias do site EXAME sobre Mundo no Twitter

Acompanhe tudo sobre:EsportesEuropaFutebolInvestimentos de empresasPaíses ricosReino Unido

Mais de Negócios

Apple mantém diálogos com concorrente Meta sobre IA

30 franquias baratas para começar a empreender a partir de R$ 9.500

Empreendendo no mercado pet, ele saiu de R$ 50 mil para R$ 1,8 milhão. Agora, aposta em franquias

Ele quer chegar a 100 lojas e faturar R$ 350 milhões com produtos da Disney no Brasil

Mais na Exame