CEO da Amazon diz que é certo grandes empresas serem fiscalizadas

Empresa foi recentemente alvo de críticas do presidente americano, Donald Trump, por supostamente ter vantagens comerciais injustas

O presidente-executivo da Amazom.com, Jeff Bezos, disse nesta terça-feira que é certo que as grandes empresas sejam fiscalizadas e que sua companhia responderá a qualquer nova regulamentação encontrando novas maneiras de agradar seus clientes.

Bezos falou em Berlim, onde recebeu um prêmio da empresa de mídia alemã Axel Springer. Ele foi questionado sobre o quão seriamente recebeu críticas recentes do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a Amazon.

"Todas as grandes instituições devem ser fiscalizadas ou examinadas", disse Bezos. "Não é pessoal."

"Temos o dever, em nome da sociedade, de ajudar a educar qualquer regulador sem cinismo ou ceticismo. Trabalharemos com qualquer conjunto de regulamentações que recebamos ... seguiremos essas regras e encontraremos uma nova maneira de encantar os clientes".

Trump disse que daria uma olhada séria nas políticas para lidar com o que ele diz serem as vantagens comerciais injustas da Amazon, acusando a empresa de não operar em igualdade de condições e de não pagar impostos de vendas suficientes.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.