Negócios

Bunge compra fatia minoritária na Agrícola Alvorada

A compra ocorre após a Bunge e suas concorrentes enfrentarem dificuldades para comprar grãos neste ano no Brasil

Bunge: "A transação é estratégica para a Bunge, que fortalece sua atuação, alavancando seu negócio de originação de grãos" (IVSON/Divulgação)

Bunge: "A transação é estratégica para a Bunge, que fortalece sua atuação, alavancando seu negócio de originação de grãos" (IVSON/Divulgação)

R

Reuters

Publicado em 22 de setembro de 2017 às 21h28.

São Paulo- A Bunge, uma das maiores empresas de agronegócio do mundo, anunciou nesta sexta-feira que firmou acordo definitivo para comprar participação minoritária da Agrícola Alvorada, uma empresa de revenda de grãos e produtos agrícolas de Mato Grosso, maior produtor agrícola do país.

"A transação é estratégica para a Bunge, que fortalece sua atuação, alavancando seu negócio de originação de grãos", disse a empresa em nota, sem revelar valores e a fatia adquirida.

A compra ocorre após a Bunge e suas concorrentes enfrentarem dificuldades para comprar grãos neste ano no Brasil, uma vez que produtores estão segurando mais as vendas. Isso reduziu as margens, forçando as empresas a competir entre si para adquirir produtos, apesar das amplas reservas após safras recordes.

Em agosto, a Bunge afirmou que estava buscando mudar a forma como compra produtos agrícolas, em um esforço para impulsionar as vendas e restabelecer as margens de lucro.

A Agrícola Alvorada, com sede em Primavera do Leste (MT), conta com oito filiais em cinco municípios do Mato Grosso,estrategicamente posicionada em relação a fornecedores, agricultores e clientes finais, ressaltou a Bunge.

A expertise da empresa amplia o alcance da Bunge no segmento de pequenos e médios produtores da região.

"Esta é uma transação muito interessante para a Bunge. Estamos sempre em busca de oportunidades que contribuam comnosso objetivo de trazer mais valor às nossas relações com os produtores e criar novas formas de ir ao mercado", disse o presidente e CEO da Bunge Brasil, Raúl Padilla, em comunicado.

Acompanhe tudo sobre:acionistas-minoritariosAgriculturaBunge

Mais de Negócios

A nova aposta da WeWork: andares exclusivos para empresas

Previsão é que produção de calçados esteja normalizada no RS até fim de junho

Novo CEO do iFood: o crescimento não virá de novos negócios, mas do aumento da frequência

Para além do marombeiro: rede de academias do Nordeste faz R$ 300 milhões "brigando contra o sofá"

Mais na Exame