Negócios

Brasil, um país de 90 milhões de empreendedores

Maior pesquisa de empreendedorismo no mundo revela que Brasil está entre as dez nações mais empreendedoras do mundo

Agência Sebrae de Notícias
Agência Sebrae de Notícias

Agência de Notícias

Publicado em 13 de abril de 2024 às 09h09.

Em 2023, o Brasil somou 90 milhões de empreendedores ou candidatos a empreendedores no país, de acordo com a nova edição da pesquisa Monitor Global de Empreendedorismo (Global Entrepreneurship Monitor – GEM) 2023, realizada pelo Sebrae em parceria com a Associação Nacional de Estudos em Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas (Anegepe).

Do total de 90 milhões, 42 milhões são de pessoas adultas, com 18 a 64 anos, que já tinham um negócio e ou que fizeram alguma ação em 2023 visando ter um negócio no futuro. Os 48 milhões restantes correspondem ao número de pessoas que não têm empreendimento, mas que gostariam de ter em até 3 anos.

Essa grande parcela empreendedora faz com que ter o seu próprio negócio ocupe a terceira posição da lista dos 15 principais desejos dos brasileiros, perdendo apenas para “viajar pelo Brasil” e “comprar a casa própria”.

Além disso, o recorte que analisa a disposição empreendedora da população mostra ainda que 65% das pessoas conhecem um empreendedor e que quase dois terços têm confiança em suas habilidades, experiências e conhecimentos para empreender.

Esse resultado faz com que o Brasil esteja entre os países mais empreendedores do mundo. O relatório 2023 da GEM mostra que em relação aos empreendedores potenciais, o Brasil se manteve com a 2ª maior estimativa absoluta, atrás apenas da Índia, que possui 106 milhões de empreendedores potenciais, lembrando que estamos falando de um país de 1,4 bilhão de habitantes.

Quer dicas para decolar o seu negócio? Receba informações exclusivas de empreendedorismo diretamente no seu WhatsApp. Participe já do canal EXAME Empreenda

Já quando analisada a taxa total de empreendedores, que é a porcentagem em relação à população, o Brasil ocupa a 8ª posição, com 30,1% da população adulta envolvida com o mundo dos negócios.

Em termos de proporção da população empreendedora, primeiro lugar está o Equador, seguido pela Guatemala, Arábia Saudita, Chile, Panamá, Tailândia e Uruguai.

Acompanhe tudo sobre:Empreendedorismo

Mais de Negócios

Conheça a Rota das Artes, o novo roteiro turístico de Minas Gerais

Fabricio Bloisi deixa operação do iFood para assumir comando de grupo de investimentos Prosus

Conheça a CEO que nunca descansa, nem cobra salário – isso porque ela é uma inteligência artificial

Polishop pede recuperação judicial com dívida de R$ 352 milhões

Mais na Exame