Acompanhe:
seloNegócios

Após fechar agências, BB lidera ranking de reclamações do BC

As reclamações mais frequentes foram débito em conta não autorizado, oferta ou prestação de informação de produtos e serviços de forma inadequada

Modo escuro

Continua após a publicidade
Banco do Brasil: logo atrás do BB ficou o Bradesco, com índice 25,82, seguido pela Caixa Econômica Federal, com 24,61 (Pilar Olivares/Reuters)

Banco do Brasil: logo atrás do BB ficou o Bradesco, com índice 25,82, seguido pela Caixa Econômica Federal, com 24,61 (Pilar Olivares/Reuters)

R
Reuters

Publicado em 5 de maio de 2017 às, 15h46.

Última atualização em 8 de maio de 2017 às, 13h19.

Brasília/São Paulo - O Banco do Brasil foi o mais reclamado por clientes de grandes instituições financeiras no primeiro trimestre no país, informou nesta sexta-feira o Banco Central.

O fato acontece após o BB ter anunciado no fim de 2016 o fechamento de cerca de 400 agências no país e a conversão de outras quase 400 em postos de atendimento, dentro de um plano agressivo de corte de custos para recuperar a rentabilidade.

O índice é obtido pela divisão do número de reclamações em relação ao número de clientes, multiplicado por 1 milhão. Por essa métrica, o BB teve índice 25,84, ou 1.536 reclamações consideradas procedentes de janeiro a março.

As reclamações mais frequentes contra o banco foram débito em conta não autorizado pelo cliente, oferta ou prestação de informação de produtos e serviços de forma inadequada.

Logo atrás do BB ficou o Bradesco, com índice 25,82, seguido pela Caixa Econômica Federal, com 24,61.

Santander Brasil ficou em quarto, com 21,87. O Itaú Unibanco, maior banco privado do país, ficou na quinta posição em reclamações, com índice de 18,66.

Essa é a primeira vez que o BC divulga o ranking com base trimestral. Até junho do ano passado, a pesquisa era mensal. Depois passou a ser bimestral.

Segundo o diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania do BC, Isaac Sidney, a divulgação em períodos mais espaçados é para que os bancos tenham mais tempo para resolver as reclamações.

"A experiência da área técnica é que um mês para publicação do ranking é um tempo escasso para melhorias e também para o próprio BC fazer um trabalho de persuasão junto às instituições financeiras", disse Sidney a jornalistas.

"A experiência tem mostrado que ampliar o período de divulgação do ranking é receber massa crítica de informações com maior e melhor qualidade que permita realmente identificar a causa raiz dos problemas no relacionamento com o cliente", acrescentou.

Em nota, o BB afirmou que aproveita as manifestações de clientes e usuários para melhorar o atendimento e que já implementou medidas para que possa retornar ao nível histórico no ranking, fora dos quatro primeiros colocados.

O BC também anunciou que passará a divulgar um ranking só para financeiras, que será semestral.

Últimas Notícias

Ver mais
Calendário abono salarial PIS/Pasep 2024 é divulgado; veja datas de pagamento
seloMinhas Finanças

Calendário abono salarial PIS/Pasep 2024 é divulgado; veja datas de pagamento

Há 15 horas

PIS 2024: quem trabalhou em 2023 tem direito ao abono salarial este ano?
seloMinhas Finanças

PIS 2024: quem trabalhou em 2023 tem direito ao abono salarial este ano?

Há 15 horas

Mega-Sena: ninguém acerta dezenas e prêmio acumula para R$ 185 milhões, o maior do ano
seloMinhas Finanças

Mega-Sena: ninguém acerta dezenas e prêmio acumula para R$ 185 milhões, o maior do ano

Há 16 horas

Lista de Concursos Públicos: Veja as mais de 15 mil vagas abertas até o fim de março
seloCarreira

Lista de Concursos Públicos: Veja as mais de 15 mil vagas abertas até o fim de março

Há 17 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais