As dez práticas mais frequentes nas empresas para a inclusão racial

Práticas vão desde planejar a continuidade de ações afirmativas até acompanhar a evolução dos resultados da diversidade no quadro de funcionários

Com base em práticas de 20 empresas de grande porte no Brasil, a consultoria KPMG e a ONG Afrobras chegaram a uma lista de boas práticas para a promoção da equidade de oportunidades e a diversidade no mercado de trabalho entre pessoas de diferentes etnias, raça ou tons de pele.

As ações foram levantadas a partir de um estudo divulgado na quarta-feira, 21 de novembro – o Relatório de Gestão da Diversidade e Inclusão Racial  – no seminário Jornadas da Diversidade, realizado pela Iniciativa Empresarial pela Igualdade Racial, em São Paulo.

A Iniciativa é um projeto da Afrobras, mantenedora da da Faculdade Zumbi dos Palmares, que reúne executivos de 70 companhias para discutir formas de diminuir a desigualdade racial no mercado de trabalho brasileiro.  Entre as primeiras empresas signatárias deste movimento estão a fabricante de bebidas Coca-Cola e os bancos Bradesco, Itaú e Santander.  

Veja a seguir as dez práticas mais frequentes nas empresas para promover inclusão racial e aumentar a diversidade do quadro de funcionários:

  1. Processo Contínuo
    A inclusão é um processo contínuo que permeia a cultura da organização. Portanto, o conjunto de comportamento esperados devem ser constantemente reforçados até o ponto que o diverso esteja presente de forma natural em todos os ambientes e níveis da organização.
  2. Envolvimento dos gestores 
    As empresas costumam promover a sensibilização dos seus gestores sobre atos de inclusão e valorização do indivíduo. Bem como explicar sobre a relevância da diversidade para a sustentabilidade da empresa.
  3. Exemplos fortes
    É
     importante que membros do time executivo da companhia se posicionem sobre a necessidade de melhoria, a implantação de práticas inclusivas. Nesse contexto, a principal liderança da companhia assume um papel de protagonismo direto, ou cria um grupo de trabalho em nível executivo que se envolva nas estratégias de diversidade.
  4. Questão estratégica
    maioria das empresas do estudo mantém um cargo ou equipe responsável pela diversidade que responde diretamente à presidência, visando dar maior autonomia e evidência às estratégias de inclusão.
  5. Retenção e desenvolvimento
    As principais ações de retenção e desenvolvimento estão focadas em treinamentos comportamentais e programas de mentoria. Workshops sobre vieses inconscientes também são frequentes.

     

  6. Comunicação inclusiva
    Comunicar claramente a intenção de aumentar a diversidade racial na empresa e os benefícios previstos com as iniciativas é um processo chave da inclusão e diversidade. Na maioria dos casos, é necessário fazer uma revisão da linguagem utilizada na divulgação sobre vagas abertas, nos cursos e treinamentos internos.
  7. Honrar a história 
    Outro ponto relevante é evidenciar a importância das datas relativas a direitos humanos e cidadania dos negros, reforçando o contexto histórico e promovendo a empatia nas empresas. Por exemplo: 21 de março, dia internacional para a eliminação da discriminação racial; 13 de maio, dia da abolição da escravatura e dia da luta pela discriminação racial; 20 de novembro, dia da consciência negra.
  8. Grupos de Afinidade
    A criação de um comitê de diversidade para iniciar as atividades de inclusão e diversidade ocorre na maioria das empresas inclusivas. Esses comitês são geralmente formados por mais de cinco pessoas que representem diferentes áreas e níveis hierárquicos da empresa. A frequência das reuniões geralmente é mensal para garantir um acompanhamento eficiente das atividades.

     

  9. Cadeia de valor
    Algumas empresas estimulam que fornecedores, prestadores de serviços e clientes adotem, a seu exemplo, iniciativas de promoção da igualdade racial. Os recursos utilizados atualmente são ações educativas.
  10.  Métricas e resultados 
    As empresas contam com métricas para aferir o sucesso de suas iniciativas de diversidade racial ou étnica. Os indicadores são acompanhados regularmente nos processos seletivos, nas promoções, nos programas de estágio e nas diferentes localidades de suas operações. Conforme o nível de transparência da empresa, os resultados são divulgados nos relatórios de sustentabilidade, responsabilidade social corporativa ou nas redes sociais.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.