ArcelorMittal tem prejuízo de US$ 711 milhões no 3º tri

No último trimestre, a ArcelorMittal registrou despesas de US$ 527 milhões, incluindo US$ 500 milhões relacionados a uma baixa contábil de estoques

Londres - A ArcelorMittal, maior grupo siderúrgico do mundo, anunciou hoje que teve prejuízo líquido de US$711 milhões no terceiro trimestre deste ano, revertendo lucro de US$ 22 milhões registrado em igual período de 2014, devido em parte ao aumento da concorrência de importações de aço, particularmente da China. O número veio acima do prejuízo previsto por seis analistas consultados pela FactSet, de US$ 184 milhões.

No último trimestre, a ArcelorMittal registrou despesas de US$ 527 milhões, incluindo US$ 500 milhões relacionados a uma baixa contábil de estoques, devido à forte queda nos preços internacionais do aço, e US$ 27 milhões ligados a custos de reestruturação na África do Sul.

A empresa, que responde por cerca de 6% da produção global de aço, teve receita de US$ 15,6 bilhões entre julho e setembro, abaixo da projeção de US$ 16,3 bilhões dos analistas. O Ebitda somou US$ 1,35 bilhão no trimestre, praticamente em linha com a previsão de US$ 1,36 bilhão do mercado.

A ArcelorMittal, que tem sede em Luxemburgo, suspendeu o pagamento de dividendos e reduziu sua projeção de Ebitda para o ano, para um intervalo de US$ 5,2 bilhões a US$ 5,4 bilhões, de uma faixa anterior de US$ 6 bilhões a US$ 7 bilhões. .

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também