Apesar de sucesso no streaming, Disney tem prejuízo de US$ 4,7 bilhões

Números do 3º trimestre fiscal da empresa foram impactados por fechamento de parques e queda na venda de produtos devido à pandemia

A Walt Disney teve prejuízo líquido de 4,72 bilhões de dólares em seu terceiro trimestre fiscal, ou 2,61 dólares por ação diluída, revertendo o lucro de 1,43 bilhão de dólares, ou 0,79 dólar por ação, de igual período do ano anterior. Analistas ouvidos pela FactSet previam prejuízo menor, de 0,61 dólar por ação.

A receita da Disney foi de 11,779 bilhões de dólares no terceiro trimestre fiscal, queda de 42% na mesma comparação anual.

A Disney diz que, excluindo-se alguns itens que afetam a comparação, o lucro por ação diluído ficou em 0,08 dólar, uma queda de 94% na comparação anual. A companhia diz que seus resultados foram afetados pela pandemia de covid-19. “O impacto mais significativo foi no segmento de Parques, Experiências e Produtos, com a maioria dos parques temáticos e resorts fechados por todo o trimestre e nossas viagens de cruzeiro suspensas”, afirma ela.

Por outro lado, a empresa ressaltou que continua a ter “um sucesso incrível” com o serviço de streaming Disney+, que cresce globalmente, com o portfólio total de serviços diretos ao consumidor da empresa superando a marca de 100 milhões de inscrições pagas.

Após o balanço, a ação da Disney subia 1,15%, às 17h27 (de Brasília), depois de ter chegado a recuar num primeiro momento, logo depois da divulgação dos resultados.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.