Negócios

Air France-KLM acelera corte de custos com desaceleração

Medidas mais recentes incluem 300 milhões de euros em cortes de custos administrativos


	A companhia aérea Air France-KLM: medidas mais recentes incluem 300 milhões de euros em cortes de custos administrativos
 (.)

A companhia aérea Air France-KLM: medidas mais recentes incluem 300 milhões de euros em cortes de custos administrativos (.)

DR

Da Redação

Publicado em 24 de julho de 2015 às 11h56.

Paris - A Air France-KLM prometeu nesta sexta-feira acelerar e ampliar seus planos de reestruturação após a economia fraca em diversos mercados pressionarem uma importante medida de receita no segundo trimestre.

A companhia aérea disse que está nos trilhos com 1,8 bilhão de euros de reestruturação já em andamento, mas que o efeito cumulativo de 12 meses de pressão sobre a receita a forçaram a reforçar seus planos.

As medidas mais recentes incluem 300 milhões de euros em cortes de custos administrativos, dos quais metade já foram identificados mas ainda não haviam sido anunciados.

A companhia também espera reduzir os planos de crescimento de capacidade para temporada de inverno devido a um ambiente ruim em Japão, Brasil e suas tradicionais rotas africanas.

A empresa teve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 569 milhões de euros no segundo trimestre. A receita cresceu 3 por cento para 6,64 bilhões, mas caiu 4,5 por cento em uma base comparável.

Analistas esperavam em média Ebitda de 575,5 milhões e lucro líquido de 2,97 milhões sobre 6,51 bilhões em vendas, segundo dados da Thomson Reuters I/B/E/S.

Acompanhe tudo sobre:Air FranceAir France-KLMAviaçãoAviõescompanhias-aereasEmpresasEmpresas francesasTransportesVeículos

Mais de Negócios

Criada após perda familiar, startup maranhense que facilita realização de cirurgias capta US$ 1,5 mi

Yopa: o que aconteceu com a famosa marca de sorvetes e picolés dos anos 1990

Fusão entre Cobasi e Petz fez o número de interessados em conversão crescer 25%, diz CEO da Petland

Não aos feriadões fake

Mais na Exame