Acionistas da Eletrobras aprovam aumento de capital de até R$ 10 bi

A empresa informou ao mercado que a operação deve ocorrer com a emissão de novas ações

Rio de Janeiro — Acionistas da Eletrobras aprovaram nesta quinta-feira (14) em assembleia geral extraordinária aumento de capital social, por subscrição privada, de até 9,99 bilhões de reais, informou a companhia ao mercado.

A operação ocorrerá através da emissão de novas ações ordinárias, pelo preço unitário de 35,72 reais, e de novas ações preferenciais classe “B”, pelo preço unitário de 37,50 reais, todas novas ações escriturais e sem valor nominal.

O montante mínimo de 4,05 bilhões de reais será subscrito e integralizado pelo controlador, a União Federal, mediante capitalização de créditos detidos contra a Companhia decorrentes de Adiantamentos para Futuro Aumento de Capital (AFACs).

O montante mínimo de 4,05 bilhões de reais será subscrito e integralizado pelo controlador, a União Federal, mediantecapitalização de créditos detidos contra a Companhia decorrentes de Adiantamentos para Futuro Aumento de Capital (AFACs).

Caso o montante máximo seja subscrito integralmente, o capital social da Companhia passará dos atuais 31,3 bilhões de reais, para 41,3 bilhões de reais, sendo emitidas 222.543.328 novas ações ordinárias e 54.370.900 novas ações preferenciais classe B, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.

Já no caso de apenas o montante mínimo ser subscrito, o capital social da companhia passará a 35,4 bilhões de reais, sendo emitidas 113.497.097 novas ações ordinárias e 183 novas ações preferenciais classe B.

No início deste mês, o presidente Jair Bolsonaro havia assinado decreto que autorizava o aumento de capital, um passo necessário para a realização da operação. [nL2N27N0A4]

Em comunicado, a empresa reiterou que o aumento de capital visa a reforçar o caixa, para fazer frente a ações relacionadas ao plano de negócios 2019-2023, como programas de desligamentos de empregados e de mão de obra terceirizada, reperfilamento de passivos financeiros e desalavancagem da Eletrobras.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.