Negócios

4 brasileiros estão entre os melhores CEOs do mundo em 2015

Carlos Brito, da AB Inbev, lidera o ranking entre os brasileiros e é o 16º do mundo, segundo estudo da Harvard Business Review


	Carlos Brito: executivo, que figurava em 24º lugar na lista mundial em 2014, subiu para a 16ª posição
 (Peter Foley/Bloomberg)

Carlos Brito: executivo, que figurava em 24º lugar na lista mundial em 2014, subiu para a 16ª posição (Peter Foley/Bloomberg)

Tatiana Vaz

Tatiana Vaz

Publicado em 14 de outubro de 2015 às 11h10.

São Paulo – Carlos Brito, da Anheuser-Busch Inbev, é o melhor CEO do país e o 16º melhor do mundo, segundo o ranking recente da revista norte-americana Harvard Business Review.

A lista traz o nome dos cem presidentes-executivos com melhor desempenho no mundo. Quatro deles são brasileiros.

Além de Brito, figura na lista o presidente do Itaú Unibanco, Roberto Egydio Setúbal, em 24º lugar; Carlos Ghosn, das montadoras Nissan e Renault, em 40º lugar; e Renato Alves Vale, da administradora de rodovias CCR, na 50ª posição.

Na lista do ano passado, Brito figurava em 46º lugar na lista geral e Djalma Bastos de Morais, da Cemig, e Benjamin Steinbruch, da siderúrgica CSN, participaram do ranking.

O número de brasileiros no ranking dos melhores cai cada ano. Em 2012, nove foram citados.

Lista mundial

Neste ano, a publicação passou a levar em conta o desempenho das empresas na área social, ambiental e de governança e não apenas com base nos resultados financeiros, como antes.

Jeff Bezos, da Amazon, despencou do ranking, por conta dos novos critérios. Se na lista de 2014 ele comanda a lista, em 2015 ele ficou em 87º lugar.

O lugar de melhor comandante de empresa do mundo, em 2015, ficou com o dinamarquês Lars Rebien Sørensen, da farmacêutica Novo Nordsik.

John Chambers, da Cisco Systems, Pablo Isla, da Inditex, e Elmar Degenhart, da Continental, ocupam as posições seguintes. 

Acompanhe tudo sobre:BanqueirosBilionários brasileirosEmpresáriosEnsino superiorExecutivos brasileirosFaculdades e universidadesgestao-de-negociosHarvardItaúListasPersonalidadesRankingsRoberto Setubal

Mais de Negócios

Previsão é que produção de calçados esteja normalizada no RS até fim de junho

Novo CEO do iFood: o crescimento não virá de novos negócios, mas do aumento da frequência

Para além do marombeiro: rede de academias do Nordeste faz R$ 300 milhões "brigando contra o sofá"

Problemas complexos estão travando a sua empresa? Veja 5 dicas para gerenciá-los

Mais na Exame