Negócios

3 tendências que serão apresentadas pelas montadoras no Salão de Detroit 2012

Carros pequenos, mas elegantes, luxuosos com parcimônia e feitos sob medida para a geração Y são algumas das novidades encontradas por lá

O último modelo do Ford Fusion - revelado no Salão de Detroit (Divulgação/NAIAS)

O último modelo do Ford Fusion - revelado no Salão de Detroit (Divulgação/NAIAS)

Daniela Barbosa

Daniela Barbosa

Publicado em 11 de janeiro de 2012 às 07h31.

São Paulo – O tradicional Salão de Automóveis de Detroit, uma das mais importantes feiras do setor, que acontece todos os anos nos Estados Unidos, espera receber pelo menos  750.000 pessoas na edição de 2012 e novidade é o que não falta por lá.

Pelo menos 40 novos modelos de carros estão sendo apresentados na feira e as montadoras fazem de tudo para chamar a atenção e ficar no centro dos holofotes. Tudo isso por uma única razão: as vendas de carros no mercado americano bombaram no ano passado e a expectativa é que o bom resultado se repita neste ano.

Além disso, os Estados Unidos costumam ser a vitrine do que pode ou não virar tendência no mundo e é por isso que as principais fabricantes de automóveis capricharam no figurino e querem sair bem na foto.

A agência de notícias internacional Associated Press compilou as principais novidades apresentadas pelas fabricantes de automóveis. Três tendências, no entanto, parecem predominar nos corredores da feira, entre elas, carros feitos sob medida para as gerações que nasceram conectadas com a internet.

Veja, a seguir, três tendências que os consumidores vão encontrar nos corredores do salão a partir do dia 14 de janeiro, quando a feira será oficialmente aberta ao público:

Pequeno, porém elegante

Culturalmente, americanos não gostam de carro pequeno, mas o preço alto da gasolina vem abrindo espaço para categorias que até bem pouco tempo atrás eram ignoradas nos Estados Unidos: de carros sedãs e compactos.


Por isso, muitas montadoras estão apostando nesses segmentos para atrair os olhares dos consumidores americanos e os carros, lógico, precisam ter algum diferencial para despertar a atenção.

A Ford, por exemplo, vai apresentar uma nova versão de um dos seus mais potentes sedãs, o Fusion.  Além do novo design, o carro terá um sistema de alerta quando o motorista estiver trafegando na contramão. É a primeira vez que a tecnologia virá em um carro que não pertence ao segmento luxo.

Modelos ainda mais compactos, como o Dart, da Chrysler, também prometem fazer sucesso na feira. O carro, lançado oficialmente na feira, chega para disputar mercado com modelos, como o Elantra, da Hyundai, o Cruze, da GM e o Civic, da Honda.

Luxuosos, mas na medida

Enquanto as vendas na indústria automotiva cresceram mais de 10% em todo o mundo, o segmento de carros de luxo não atingiu crescimento de 3%, em 2011.

Mesmo assim, os carros mais sofisticados não vão fazer feio no Salão de Detroit 2012 e como o menos  é sempre mais, a ideia das montadoras, que atuam neste mercado, é apresentar modelos luxuosos, mas na medida, ou seja, sem muito exagero e que caiba no bolso dos consumidores.

A coreana Hyundai, por exemplo, vai lançar o modelo Genesis Coupe. O objetivo da montadora é apresentar um carro de luxo, para consumidores que não queiram gastar muito.


No entanto, os modelos que mais devem despertar atenção dos visitantes da feira devem ser encontrados no estande da Lexus, braço que atua no segmento luxo da Toyota. O modelo LF-LC híbrido é um dos mais aguardados do evento.

Carros para a geração Y

Há estimativas de que pelo menos 70 milhões de pessoas tenham nascido entre as décadas de 80 e final da década de 90 e é neste público que algumas fabricantes de veículos estão apostando. Por isso, carros pequenos, acessíveis e com infinitas tecnologias estarão expostos na Feira de Detroit deste ano.

Classificados como subcompactos, dentre os modelos que compõem essa categoria estão, o Prius, da Toyota, o Sonic, da GM e o Roadster, da Mini, além de uma versão turbo do Veloster, da Hyundai, e a versão caminhonete do Smart.

Apesar de compactos, as montadoras garantem, no entanto, que os modelos, além de econômicos, terão espaço suficiente para carregar os amigos.

Acompanhe tudo sobre:AutoindústriaCarrosCarros elétricosCarros híbridosCarros high techCarros importadoscarros-esportivosEmpresasEmpresas americanasEmpresas coreanasEmpresas japonesasFordHondaHyundaiMontadorasSalão de DetroitSalões de automóveisToyotaVeículos

Mais de Negócios

40 franquias baratas para quem quer deixar de ser funcionário a partir de R$ 2.850

Ele cansou de trabalhar em telecom. Agora, faz mais de R$ 1 mi com franquia de serviços automotivos

“É função dos empresários iniciar um novo RS”, diz CEO da maior produtora de biodiesel do país

Na Prosegur, os candidatos são avaliados pela simpática Rose, a chatbot do grupo

Mais na Exame