Negócios

13 empresas impactadas pelas políticas de Donald Trump

Políticas protecionistas e impostos sobre a importação de bens vindos do México abalaram montadoras

 (Carlos Barria/Reuters)

(Carlos Barria/Reuters)

Karin Salomão

Karin Salomão

Publicado em 2 de fevereiro de 2017 às 16h07.

Última atualização em 2 de fevereiro de 2017 às 16h22.

São Paulo – Donald Trump está há menos de duas semanas no comando da Casa branca, mas já levantou grandes debates, manifestações e críticas.

Políticas protecionistas e impostos sobre a importação de bens vindos do México abalaram montadoras. A Ford chegou a cancelar seus planos de abrir uma fábrica no país.

Já o decreto que restringe a entrada de pessoas vindas de sete países de maioria muçulmana fez com que empresas, principalmente de tecnologia, se manifestassem e criassem ações de apoio aos imigrantes.

O novo presidente dos Estados Unidos se comunica bastante através do Twitter e, às vezes, apenas 140 caracteres já são suficientes para derrubar as ações de uma companhia.

Para o presidente do grupo Fiat Chrysler (FCA), Sergio Marchionne, essa forma de estabelecer políticas e influenciar nas decisões das empresas é algo novo. “É um novo território para todos nós. É uma nova forma de comunicação e acho que vamos ter que aprender a responder”, disse.

Confira nas imagens 13 empresas que foram impactadas pelas políticas de Donald Trump.

Acompanhe tudo sobre:AirbnbBayerBMWDonald TrumpFacebookFiatFordMontadorasStarbucksTiffanyToyotaUber

Mais de Negócios

Cacau Show, Chilli Beans e mais: 10 franquias no modelo de contêiner a partir de R$ 30 mil

Sentimentos em dados: como a IA pode ajudar a entender e atender clientes?

Como formar líderes orientados ao propósito

Em Nova York, um musical que já faturou R$ 1 bilhão é a chave para retomada da Broadway

Mais na Exame