Mundo

Putin concede nacionalidade russa a Edward Snowden

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirmou que foi o próprio Snowden quem solicitou a nacionalidade russa

O nome de Snowden aparece junto com dezenas de outros neste decreto, publicado no site do governo russo (Jörg Carstensen/picture alliance/Getty Images)

O nome de Snowden aparece junto com dezenas de outros neste decreto, publicado no site do governo russo (Jörg Carstensen/picture alliance/Getty Images)

A

AFP

Publicado em 26 de setembro de 2022 às 15h36.

Última atualização em 26 de setembro de 2022 às 16h08.

Em um decreto publicado nesta segunda-feira, 26, o presidente Vladimir Putin concedeu a nacionalidade russa a Edward Snowden, ex-funcionário da Agência de Segurança Nacional dos EUA (NSA), refugiado na Rússia desde 2013 após deixar os Estados Unidos.

O nome de Snowden aparece junto com dezenas de outros neste decreto, publicado no site do governo russo.

Edward Snowden, de 39 anos, é reivindicado pelos Estados Unidos por ter vazado para a imprensa dezenas de milhares de documentos que comprovam a amplitude da vigilância eletrônica praticada por Washington.

Seus vazamentos provocaram fortes tensões entre Estados Unidos e seus aliados. A decisão das autoridades russas de conceder-lhe uma permissão de residência causou grande indignação em Washington.

Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo toda manhã no seu e-mail. Cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirmou à agência RIA Novosti que foi o próprio Snowden quem solicitou a nacionalidade russa.

O advogado russo do ex-consultor de inteligência Anatoli Kucherena afirmou que Snowden não será afetado pela ordem de mobilização para a ofensiva na Ucrânia, decretada pelo presidente Vladimir Putin na semana passada para determinadas categorias da população.

"Ele não serviu no Exército russo e, portanto, segundo a nossa legislação atual, não entra nessa categoria de cidadãos que estão sendo convocados", declarou à agência RIA Novosti.

Segundo Peskov, a companheira de Snowden, Lindsay Mills, também solicitou nacionalidade russa e sua filha já a possui, porque nasceu na Rússia.

Edward Snowden, privado de seu passaporte americano a pedido das autoridades de Washington, chegou a Moscou em 2013 procedente de Hong Kong, com a ideia de encontrar refúgio na América Latina. No final, acabou bloqueado na Rússia, onde recebeu asilo.

LEIA TAMBÉM:

Rússia promete corrigir 'erros' após convocação de doentes e idosos

Na Rússia, os manifestantes detidos devem decidir entre o front ou a prisão

Acompanhe tudo sobre:Edward SnowdenEstados Unidos (EUA)RússiaVladimir Putin

Mais de Mundo

Putin apoia cessar-fogo em atuais linhas de frente na guerra contra Ucrânia

Alta Corte da ONU decide nesta sexta se Israel deve encerrar ofensiva em Rafah

Israel afirma ter encontrado corpo de brasileiro refém do Hamas na Faixa de Gaza

China tem segundo dia de exercícios militares próximos a Taiwan

Mais na Exame