Obama: Europa deve 'atuar rápido' contra crise da dívida

Presidente americano aproveitou uma coletiva para acusar a China de "manipular o sistema de comércio a seu favor"

Washington - A Europa deve "atuar rápido" para solucionar sua crise da dívida, disse nesta quinta-feira o presidente americano, Barack Obama, depois de afirmar que os problemas do velho continente são uma séria ameaça para a economia americana.

O presidente americano, Barack Obama, também acusou nesta quinta-feira a China de "manipular o sistema de comércio a seu favor" e intervir nos mercados de câmbios para manter sua moeda artificialmente baixa com relação ao dólar.

Obama disse em coletiva de imprensa que considera que os Estados Unidos poderiam ter uma "relação comercial benéfica" para as duas partes com Pequim: "O comércio é fantástico sempre e quando todos jogarem com as mesmas regras".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.