Obama diz que vai propor reformas em agência de espionagem

Presidente dos EUA pretende garantir aos norte-americanos que a privacidade deles não está sendo violada pela agência

Washington - O presidente dos EUA, Barack Obama, afirmou na quinta-feira que pretende propor reformas na Agência de Segurança Nacional (NSA) para garantir aos norte-americanos que a privacidade deles não está sendo violada pela agência.

"Parte do que estamos tentando fazer no mês que vem... é uma revisão independente... Eu vou propor um comedimento na NSA e iniciar algumas reformas que possam dar às pessoas mais confiança", disse Obama em entrevista a um programa da rede de TV MSNBC.

As denúncias de monitoramento da NSA suscitaram preocupações sobre os alcances das operações da agência e sua capacidade de bisbilhotar as comunicações de cidadãos e líderes estrangeiros. No Brasil, segundo documentos vazados pelo ex-prestador de serviço da NSA Edward Snowden, a espionagem também atingiu a presidente Dilma Rousseff.

Em uma das últimas denúncias contra as operações da agência, o jornal Washington Post revelou esta semana que a agência reúne cerca de 5 bilhões de registros por dia de telefones celulares espalhados pelo mundo, incluindo os de alguns norte-americanos. A informação também decorre de documentos vazados por Snowden.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.