Mundo

Fundadores do Google são eleitos "Homens do Ano" pelo Financial Times

Em reportagem em seu site, o jornal britânico afirma que as ambições de Sergey Brin e Larry Page, criadores da empresa, supera em muito o sistema de busca na web criado há sete anos

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 20 de janeiro de 2011 às 20h47.

Os fundadores do Google, Sergey Brin e Larry Page, foram eleitos nesta sexta-feira (23/12) "Homens do Ano" pelo Financial Times. Em nota, o jornal britânico afirma que eles mantêm os planos de "fazer do mundo um lugar melhor", promessa feita na solenidade de abertura de capital e que supera, em muito, o negócio de busca na internet.

Na reportagem do serviço online, o Financial Times afirma que os fundadores conquistaram o mundo da internet em 2005, mas dado o tamanho de suas ambições, esse pode ser apenas o começo. "Temos alguns ativos principais e dominamos alguns tipos de tecnologia", disse Sergey Brin e completou: "Mas requer um pouco de disciplina focar nas coisas que podem realmente causar impacto".

O reconhecimento "Homens do Ano" reflete os resultados conquistados pela companhia criada há apenas sete anos por Brin e Page, ambos com apenas 32 anos de idade. O crescente preço das ações também tornou a empresa uma das revelações do ano em Wall Street. O Google tem um valor de mercado de, aproximadamente, 130 bilhões de dólares, muito próximo da blue chip IBM e atrás apenas da Microsoft e da Intel, na indústria da tecnologia.

Os dois rapazes, de apenas 32 anos, vêem muitas oportunidades para incrementar o portfólio de produtos do Google.

Acompanhe tudo sobre:EmpresáriosEmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetempresas-de-tecnologiaGoogleLarry PagePersonalidadesSergey BrinTecnologia da informação

Mais de Mundo

Após desistir, Biden segue presidente? Quem vai substituí-lo? Veja tudo o que se sabe

Antes da desistência de Biden, principais doadores sinalizaram apoio à nomeação de Kamala Harris

Biden e Hillary Clinton apoiam Kamala como candidata democrata; veja quem são os outros cotados

Hillary Clinton e Bill Clinton apoiam Kamala Harris como candidata a presidente

Mais na Exame