Mundo

Maior atacadista do mundo, Yiwu vê aumento nas encomendas com a aproximação da Olimpíada de Paris

Segundo dados das autoridades alfandegárias de Yiwu, nos primeiros dois meses deste ano, as exportações de produtos esportivos da cidade aumentaram 70,5% em relação ao mesmo período do ano passado

China2Brazil
China2Brazil

Agência

Publicado em 2 de maio de 2024 às 16h28.

Última atualização em 2 de maio de 2024 às 16h48.

Com a chegada iminente dos Jogos Olímpicos de Paris 2024, Yiwu, uma cidade na província de Zhejiang, no leste da China, conhecida como o maior mercado atacadista do mundo para pequenas mercadorias, está mais uma vez sob os holofotes.

Segundo dados das autoridades alfandegárias de Yiwu, nos primeiros dois meses deste ano, as exportações de produtos esportivos da cidade aumentaram 70,5% em relação ao mesmo período do ano passado. As exportações para a França cresceram 42%, chegando a 540 milhões de yuans (US$ 74,52 milhões).

Diante desse cenário, a questão é: como Yiwu consegue aproveitar os grandes eventos esportivos para se destacar no mercado global?

O Mercado Internacional de Comércio de Yiwu abriga 75 mil lojas, oferecendo mais de 2,1 milhões de produtos em 26 categorias diferentes. Essa vasta gama de opções faz de Yiwu um destino atrativo para comerciantes de todo o mundo.

A chave para o sucesso de Yiwu é a capacidade de adaptação e inovação das empresas locais. Por exemplo, a Shengpai Sporting Goods Co., Ltd., que começou produzindo raquetes, agora oferece mais de 600 produtos diferentes. O chefe da empresa, Yu Ruyu, afirma que a diversificação do portfólio e o foco no fortalecimento da marca foram cruciais para manter uma presença forte no mercado internacional.

Em 2023, o valor total de importações e exportações em Yiwu ultrapassou 560 bilhões de yuans, um aumento de mais de 15% em relação ao ano anterior.

A reputação de Yiwu está mudando. A cidade, antes associada a produtos baratos e de baixa qualidade, agora é reconhecida pela busca pela excelência no design, na seleção de material e na fabricação. Esse compromisso com a qualidade é respaldado por mais de 20 clusters industriais e 2,1 milhões de pequenas e médias empresas em todo o país.

Made in Yiwu representa 30% da produção nacional de zíperes

Os zíperes Made in Yiwu, por exemplo, representam 30% da produção nacional e 60% das exportações de zíperes, com a China sendo responsável por cerca de 60% do mercado global. A tecnologia e a inovação em Yiwu permitiram que os zíperes da cidade alcançassem uma fatia maior do mercado de alta qualidade.

Com uma cadeia de suprimentos robusta e bem integrada, Yiwu consegue responder rapidamente às mudanças na demanda global. A cidade também é um importante hub comercial, com mais de 15 mil comerciantes estrangeiros de mais de 100 países. Seus produtos chegam a mais de 1,5 mil cidades e condados na China por meio de uma extensa rede logística e são exportados para mais de 230 países e regiões, graças à Iniciativa do Cinturão e Rota.

Com a Olimpíada de Paris se aproximando, a atenção está voltada para Yiwu, que mais uma vez mostra por que é um dos centros comerciais mais importantes do mundo.

Tradução: Mei Zhen Li
Fonte: Diário do Povo

Acompanhe tudo sobre:ChinaExportações

Mais de Mundo

EUA anuncia que vai priorizar entregas de sistemas de defesa aérea Patriot para a Ucrânia

Putin ganha cães de Kim Jong-un durante visita à Coreia do Norte; veja fotos

Ozempic e Wegovy "acabam" com canetas de insulina na África do Sul; entenda

Investimento estrangeiro cai 10% no Brasil em 2023, aponta relatório da ONU

Mais na Exame