Mundo

Guerra da Ucrânia: Rússia e China apoiam "retomada de negociações de paz"

No comunicado, ambos apontam que, para uma resolução da guerra da Ucrânia, as preocupações e segurança de todos os países "devem ser respeitadas"

Guerra na Ucrânia: China e Russia querem retomada da paz (Sputnik/Konstantin Zavrazhin/Kremlin via Reuters/Reuters)

Guerra na Ucrânia: China e Russia querem retomada da paz (Sputnik/Konstantin Zavrazhin/Kremlin via Reuters/Reuters)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 21 de março de 2023 às 19h14.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o presidente da China, Xi Jinping, assinaram declaração conjunta, publicada nesta terça 21, pelo Ministério de Relações Exteriores da chinês, durante o segundo dia de visita de Xi a Moscou.

No comunicado, ambos apontam que, para uma resolução da guerra da Ucrânia, as preocupações e segurança de todos os países "devem ser respeitadas".

"Os dois lados pedem a paralisação de todos os movimentos que levem a tensões e ao prolongamento dos combates para evitar que a crise se agrave ou mesmo saia do controle", diz o texto. Na declaração, a Rússia "reafirma o compromisso pela retomada das negociações de paz o mais rápido possível".

Guerra da Ucrânia: segurança entre os países

Ainda segundo o documento, tanto a Rússia quanto a China se opõem à prática de qualquer nação ou grupo de países "de buscar vantagens nas áreas militar, política e outras em detrimento dos legítimos interesses de segurança de outros países".

Acompanhe tudo sobre:Vladimir PutinXi JinpingUcrânia

Mais de Mundo

Biden promete a estudantes que escutará protestos por Gaza e trabalhará por 'paz duradoura'

Japão faz alerta depois de ursos atacarem diversas pessoas no nordeste do país

Espanha chama para consultas embaixadora na Argentina e exige desculpas de Milei

Após dois anos de pausa, Blue Origin, de Jeff Bezos, leva passageiros ao espaço

Mais na Exame