Mundo

Parasitas de fezes humanas foram encontrados em balões de lixo da Coreia do Norte, diz Seul

Uma análise do conteúdo de cerca de 70 dos balões revelou que continham solo no qual foram detectados "numerosos parasitas, como lombrigas, ancilostomídeos e oxiúros"

Agência o Globo
Agência o Globo

Agência de notícias

Publicado em 24 de junho de 2024 às 07h17.

Parasitas de fezes humanas foram encontrados em balões de lixo da Coreia do Norte, diz Seul
Uma análise do conteúdo de cerca de 70 dos balões revelou que continham solo no qual foram detectados "numerosos parasitas, como lombrigas, ancilostomídeos e oxiúros"

Parasitas provenientes de fezes humanas e roupas ocidentais desgastadas foram encontrados nas sacolas de lixo transportadas por balões da Coreia do Norte para o Sul, informou Seul na segunda-feira. Pyongyang enviou mais de mil balões carregados de lixo para o Sul nas últimas semanas, em retaliação aos panfletos enviados por ativistas contrários ao líder norte-coreano Kim Jong Un.

Uma análise do conteúdo de cerca de 70 dos balões revelou que continham solo no qual foram detectados "numerosos parasitas, como lombrigas, ancilostomídeos e oxiúros", disse o Ministério da Unificação da Coreia do Sul em comunicado.

Isso provavelmente ocorreu porque fezes humanas foram usadas no solo em vez de fertilizantes químicos, acrescentou o ministério. Ele afirmou que não há "risco de poluição do solo (ou) doenças infecciosas" dos balões, pois a quantidade de solo enviada foi relativamente baixa.

O lixo enviado pela Coreia do Norte também revelou o precário estado econômico do país, afirmou o ministério, apontando para roupas de crianças desgastadas e outras peças de vestuário desintegradas como evidência.

Além disso, disse que algumas roupas dos balões foram anteriormente doadas por uma empresa sul-coreana durante uma campanha de ajuda e foram deliberadamente danificadas - incluindo cortes com facas.

Isso parece ser uma forma de a Coreia do Norte "expressar uma hostilidade extrema contra as campanhas de panfletos e destacar uma postura adversária em relação à Coreia do Sul", disse um oficial do ministério.

As duas Coreias estão envolvidas em uma "guerra de balões" de retaliação, com um ativista do Sul confirmando na semana passada que havia lançado mais balões com panfletos de propaganda em direção ao Norte.

Logo em seguida, Kim Yo Jong, poderosa irmã do líder Kim Jong Un, alertou que a Coreia do Norte provavelmente retaliará.

 

Acompanhe tudo sobre:Coreia do NorteCoreia do Sul

Mais de Mundo

Ataque a Trump: "Ainda é cedo para dizer se atirador agiu sozinho", dizem autoridades

Trump se pronuncia após ser atingido na cabeça em comício na Pensilvânia

Biden se pronuncia sobre tiroteio no comício de Trump: "Estou grato em saber que ele está bem"

'Atentado contra Trump deve ser repudiado', diz Lula sobre tiros durante comício

Mais na Exame