A página inicial está de cara nova Experimentar close button

Europeus discutem expropriação da petrolífera por argentinos

No que depender dos europeus, o caso será levado para definição na Organização Mundial do Comércio

Brasília – A União Europeia (UE), formada por 27 países, pediu hoje (23) ao governo da Argentina para rever a decisão sobre a expropriação da YPF, petrolífera espanhola, sob risco de destruir os investimentos estrangeiros no país. No que depender dos europeus, o caso será levado para definição na Organização Mundial do Comércio (OMC) para combater as medidas protecionistas na Argentina.

Os apelos da União Europeia foram encaminhados à Argentina por meio de carta, enviada pelo comissário europeu para assuntos humanitários, Karel De Gucht. "A expropriação das ações da Repsol na YPF se juntam a uma lista crescente de decisões problemáticas tomadas recentemente pela Argentina na área do comércio e do investimento", disse.

Segundo o comissário, as medidas relacionadas com a expropriação da petrolífera são "incompatíveis" com as normas da OMC e geraram "efeitos adversos significativos" nas exportações europeias para a Argentina em várias áreas. A União Europeia é o principal investidor estrangeiro na Argentina com aportes chegando a mais de 50% dos investimentos externos no país.

O assunto é tema da discussão coordenada pela chefe da Diplomacia da União Europeia, Catherine Ashton, com os ministros dos negócios estrangeiros, em Luxemburgo. Ashton disse que a Argentina deve respeitar suas "obrigações internacionais". “É importante [a Argentina] não terminar em uma posição em que se destruam investimentos diretos estrangeiros [no país]", disse.

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Luxemburgo, Jean Asselborn, disse que os europeus têm de ser “solidários” à Espanha e que não se pode aceitar expropriações que prejudiquem os integrantes da União Europeia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também