Mundo

Elizabeth II inaugura nova sede da BBC

A rainha inaugurou oficialmente nesta sexta-feira a nova sede da emissora pública britânica


	A rainha Elizabeth II: a sede que a soberana inaugurou hoje oficialmente entrou em funcionamento há alguns meses e teve um custo de 1 bilhão de libras 
 (Jeff Overs/AFP)

A rainha Elizabeth II: a sede que a soberana inaugurou hoje oficialmente entrou em funcionamento há alguns meses e teve um custo de 1 bilhão de libras  (Jeff Overs/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 7 de junho de 2013 às 13h56.

Londres - A rainha Elizabeth II inaugurou oficialmente nesta sexta-feira a nova sede da emissora pública britânica "BBC" em Londres, no mesmo dia em que seu marido, o duque de Edimburgo, será operado após realizar exames no abdômem.

Aparentemente tranquila e muito sorridente, a soberana chegou ao edifício "Broadcasting House", no centro da capital, e foi recebida com aplausos vestindo um conjunto azul turquesa, chapéu combinando, bolsa preta e luvas brancas.

Elizabeth II, de 87 anos, manteve portanto sua agenda no mesmo dia em que seu marido, o príncipe Felipe, que completará 92 anos na segunda-feira, vai se submeter a uma operação de abdômen na London Clinic, onde permanecerá internado por cerca de duas semanas.

O diretor-geral da "BBC", Tony Hall, e o presidente da fundação da emissora, Chris Patten, acompanharam a rainha na sua visita às novas instalações do ente público, que completa em outubro 91 anos.

A sede que a soberana inaugurou hoje oficialmente entrou em funcionamento há alguns meses e teve um custo de 1 bilhão de libras (1,77 bilhão de euros).

Durante seu percurso pelas redações de rádio e televisão do ente público, a rainha fez uma parada em um estúdio da emissora de rádio "BBC" 4, onde dirigiu uma mensagem ao vivo na qual lembrou que a primeira vez que visitou a sede da "BBC" foi com seu pai, o rei Jorge VI, sua mãe e sua irmã, pouco antes da Segunda Guerra Mundial.

"Tanto na época como hoje me impressiona a mudança que essa indústria viveu nos últimos 60 anos", acrescentou a soberana, que celebrou o sexagésimo aniversário de sua coroação na terça-feira passada com um ato solene na abadia de Westminster.

Anteriormente, o diretor da "BBC" expressou seu "pesar" pela ausência do duque de Edimburgo e desejou em nome de toda a corporação pública britânica que o marido da soberana tenha uma "rápida recuperação".

A hospitalização do príncipe Felipe é a quarta em apenas 18 meses, nos quais já foi tratado por problemas na bexiga e o coração. 

Acompanhe tudo sobre:BBCCelebridadesEmpresasEuropaFamília real britânicaPaíses ricosReino Unido

Mais de Mundo

'Praticamente nada' impedirá a guerra de Israel en Gaza, diz juíza sul-africana

Presidente da Colômbia pede mais 7 anos à ONU para implementar acordos de paz no país

Otan elabora estratégia "à prova de Trump" diante de possível retorno à Casa Branca

EUA e aliados na Ásia veem com "profunda preocupação" laços entre Rússia e Coreia do Norte

Mais na Exame