Acompanhe:

Eleições nos EUA: republicana Nikki Haley conquista primeira vitória contra Trump em primárias

Com a vitória, ex-governadora da Carolina do Sul também se tornou a primeira mulher na história a vencer uma primária presidencial republicana

Modo escuro

Continua após a publicidade
Nikki Haley: ex-governadora da Carolina do Sul se tornou a primeira mulher na história a vencer uma primária presidencial republicana (Joseph Prezioso/AFP)

Nikki Haley: ex-governadora da Carolina do Sul se tornou a primeira mulher na história a vencer uma primária presidencial republicana (Joseph Prezioso/AFP)

Nikki Haley ganhou a primária republicana em Washington DC no último domingo, 3. É sua  primeira vitória nas primárias para indicação à candidatura presidencial do partido de 2024, contra Donald Trump. Haley venceu o distrito por 63% a 33%, de acordo com a Associated Press. Com a vitória, Haley também se tornou a primeira mulher na história a vencer uma primária presidencial republicana.

Ao conquistar os 19 delegados da capital nacional, a ex-embaixadora dos Estados Unidos nas Nações Unidas e ex-governadora da Carolina do Sul quase dobrou sua força de voto na Convenção Nacional Republicana em Milwaukee em julho. Mas seus 43 delegados ainda ficam muito atrás do ex-presidente, que venceu os primeiros nove concursos e acumulou 244 delegados. Pelo menos 1.215 delegados são necessários para ganhar a indicação.

O estado de Dakota do Norte terá suas primárias nesta segunda-feira, 4, antes da chamada da Super Terça, no dia 5, em que 15 estados votarão e representarão 36% de todos os delegados republicanos. Esses estados são em sua maioria favoráveis a Trump, mas Haley disse que vai ficar na corrida pelo menos até a Super Terça.

Washington é a jurisdição mais democrata do país, com apenas 23.000 republicanos registrados na cidade. Apenas cerca de 2.000 deles votaram em uma primária realizada ao longo de dois dias em um único local de votação.

“Não é surpresa que os republicanos mais próximos da disfunção de Washington estejam rejeitando Donald Trump e todo o seu caos”, disse a porta-voz de Haley, Olivia Perez-Cubas, em um comunicado.

A campanha de Trump rapidamente desconsiderou a vitória de Haley em Washington.

“Embora Nikki tenha sido rejeitada em todo o resto da América, ela acabou de ser coroada 'Rainha do Pântano' pelos lobistas e insiders de DC que querem proteger o fracassado status quo”, disse a porta-voz de Trump, Karoline Leavitt.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Família Kennedy apoia Biden em vez de Robert Kennedy Jr, que tenta ser 3ª via na eleição
Mundo

Família Kennedy apoia Biden em vez de Robert Kennedy Jr, que tenta ser 3ª via na eleição

Há 13 horas

Julgamento de Trump chega ao 3º dia ainda sem ter o júri formado
Mundo

Julgamento de Trump chega ao 3º dia ainda sem ter o júri formado

Há 23 horas

Biden quer triplicar tarifas sobre aço e alumínio chineses
Economia

Biden quer triplicar tarifas sobre aço e alumínio chineses

Há 2 dias

Trump comparece à seleção de júri que decidirá sua sorte em tribunal de Nova York
Mundo

Trump comparece à seleção de júri que decidirá sua sorte em tribunal de Nova York

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais