Mundo

Casa Branca é liberada após tiroteio na região

Casa Branca ficou fechada após relatos de tiroteio na região, mas já foi liberada; segundo a CNN, Serviço Secreto atirou em suspeito


	Casa Branca: sede do governo foi fechada após tiroteio na região; uma pessoa foi transportada para hospital com ferimentos graves
 (Brendan Smialowski/AFP)

Casa Branca: sede do governo foi fechada após tiroteio na região; uma pessoa foi transportada para hospital com ferimentos graves (Brendan Smialowski/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 20 de maio de 2016 às 18h11.

Washington - A Casa Branca foi brevemente fechada nesta sexta-feira, após disparo de tiros nas proximidades, disseram policiais federais. O presidente norte-americano, Barack Obama, estava fora do local.

Obama foi informado sobre o incidente e bloqueio na Casa Branca e ninguém em sua equipe ficou ferido, afirmou uma autoridade.

"Ninguém dentro ou associado com a Casa Branca ficou ferido, e todos na Casa Branca estão seguros", disse um funcionário da Casa Branca em um email.

A CNN informou que um suspeito foi baleado e estava sob custódia. A CNN disse que, segundo a polícia, agentes do Serviço Secreto atiraram em um suspeito do sexo masculino.

Uma pessoa foi transportada para um hospital local com ferimentos graves, disse um porta-voz do departamento de bombeiros e serviços de emergência médica do Distrito de Columbia.

A polícia afirmou que o tiroteio ocorreu na West Executive Drive, cerca de uma quadra da Casa Branca.

A prefeita de Washington, Muriel Bowser, disse no Twitter que foi informada da situação de bloqueio na Casa Branca. Sua equipe de segurança pública estava em coordenação com parceiros federais, segundo ela.

Acompanhe tudo sobre:Barack ObamaCNNEmpresasEstados Unidos (EUA)Países ricosPersonalidadesPolíticos

Mais de Mundo

Filho de Joe Biden é condenado por três crimes federais nos EUA; entenda o caso

Governo argentino aprova a Lei Bases no Senado com protestos nas ruas

Lula participa hoje de evento da OIT em Genebra e deve defender trabalho decente e combate à fome

G7 se reúne na Itália para discutir ajuda à Ucrânia e cessar-fogo em Gaza

Mais na Exame