Mundo

Cachaça chinesa: fabricantes de baijiu dobram investimentos em pesquisa nos últimos cinco anos

Em 2023, as empresas listadas do setor investiram 1,6 bilhão de yuans (US$ 219,5 milhões) em P&D, comparado a 630 milhões de yuans (US$ 87 milhões) em 2019

China2Brazil
China2Brazil

Agência

Publicado em 31 de maio de 2024 às 16h37.

A indústria chinesa de baijiu (a cachaça chinesa) mais que dobrou seus investimentos em pesquisa e desenvolvimento nos últimos cinco anos, de acordo com dados públicos analisados pelo Yicai. Em 2023, as empresas listadas do setor investiram 1,6 bilhão de yuans (US$ 219,5 milhões) em P&D, comparado a 630 milhões de yuans (US$ 87 milhões) em 2019.

Segundo Song Shuyu, presidente da Associação de Bebidas Alcoólicas da China, a indústria de baijiu está enfrentando uma fase de destocagem e competição acirrada, tornando a tecnologia e a inovação essenciais para o desenvolvimento do setor.

Qin Shuyao, secretário-geral da Associação Nacional Chinesa para a Circulação de Bebidas Alcoólicas e Destiladas, destacou em um fórum recente que a inovação em produção, circulação e branding será crucial para definir as futuras tendências e a competitividade do mercado de baijiu.

Os gastos com P&D dos fabricantes de baijiu estão focados principalmente em pesquisa de microrganismos, digitalização e produção inteligente. Um exemplo é o Parque Ecológico de Produção de Licor Huangyi da Luzhou Laojiao, que conseguiu reduzir o consumo de energia em 10% e aumentar a produção de licor em 10% utilizando tecnologias como inteligência artificial e internet industrial.

Além disso, os fabricantes de baijiu estão investindo em maneiras de tornar seus produtos mais agradáveis ao paladar e em desenvolver bebidas de baixo teor alcoólico para atrair consumidores mais jovens. Empresas como Wuliangye Yibin, Luzhou Laojiao e Yanghe Brewery lançaram recentemente novos produtos de licor espumante ou de baixo teor alcoólico.

A tendência de aumento dos gastos com P&D também é evidente nos resultados financeiros do primeiro trimestre deste ano. As despesas de P&D de empresas líderes como Wuliangye, Luzhou Laojiao e Xinghuacun Fenjiu Group cresceram 10%, 19% e 31%, respectivamente, nos três primeiros meses de 2024 em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Tradução: Mei Zhen Li
Fonte: Yicai Global

Acompanhe tudo sobre:Chinabebidas-alcoolicas

Mais de Mundo

Exército israelense anuncia pausa diária nas operações em uma região de Gaza

Cúpula pela paz na Suíça reafirma integridade da Ucrânia, mas pede negociações com a Rússia

Brasil é 3º país mais inseguro da América do Sul, diz Global Peace Index

Candidato à presidência denuncia 'prisão arbitrária' de assistentes na Venezuela

Mais na Exame