Acompanhe:

A Agência das Nações Unidas para os Refugiados Palestinos, da ONU, alertou, nesta terça-feira, 24, que será obrigada a encerrar suas operações na Faixa de Gaza na noite de quarta-feira, 25, devido à falta de combustível.

"Se não obtivermos combustível com urgência, seremos obrigados a interromper nossas operações na Faixa de Gaza a partir de amanhã à noite", afirmou a agência na plataforma X (antigo Twitter), no 18º dia de guerra entre Israel e Hamas na Faixa de Gaza.

"O tempo se acaba. Precisamos de combustível de maneira urgente", disse Juliette Touma, a diretora de Comunicação da agência. A Organização Mundial da Saúde (OMS) já alertou que seis hospitais fecharam na Faixa de Gaza por falta de combustível.

A agência ainda afirmou mais cedo que parte da ajuda transportada para Gaza "não é muito utilizável", como as lentilhas e o arroz, que requerem água doce e combustível, ambos cada vez mais escassos na região, para serem preparados.

A porta-voz da UNRWA, Tamira Alrifai, disse que um total de 54 caminhões de ajuda entraram em Gaza nos últimos dias, um "gotejamento" em comparação com os cerca de 500 caminhões de entrega, transportando ajuda e bens comerciais, um dia em tempos de relativa paz.

"Meus colegas me disseram que em uma das remessas dos últimos dias recebemos caixas de arroz e lentilhas — doadas muito, muito generosamente", disse ela de Amã por videochamada para um briefing da ONU em Genebra. "Mas para as pessoas cozinharem lentilhas e arroz, elas precisam de água e gás. E, portanto, esses tipos de suprimentos — embora muito generosos e bem intencionados — não são muito utilizáveis".

Alrifai elogiou as "doações e doações muito espontâneas" levadas para o Egito para entrega em Gaza através da passagem de Rafah, de vários países, "especialmente dos países árabes". Ela apelou à coordenação com o Crescente Vermelho Egípcio e "uma orientação muito, muito clara dos grupos humanitários que estão no terreno".

"É claro que tudo está a ser estreitamente coordenado com os meus colegas da ONU e com as agências da ONU. Mas precisaremos de melhorar como consórcio de humanitários no envio de listas muito explícitas do que é mais necessário", disse Alrifai. Ela disse que os negociadores da ONU estavam "muito, muito longe" de obter plena capacidade de fornecer a ajuda necessária a Gaza.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Israel e Hamas indicam que não há acordo iminente, após Biden sinalizar trégua em breve
Brasil

Israel e Hamas indicam que não há acordo iminente, após Biden sinalizar trégua em breve

Há um dia

Guerra atrapalha conserto de cabo submarino danificado no Mar Vermelho
Mundo

Guerra atrapalha conserto de cabo submarino danificado no Mar Vermelho

Há um dia

Impacto econômico dos ataques no Mar Vermelho permanece 'moderado', diz OMC
Mundo

Impacto econômico dos ataques no Mar Vermelho permanece 'moderado', diz OMC

Há um dia

Macron anuncia coalizão para enviar munições a Kiev e não descarta mobilizar tropas
Mundo

Macron anuncia coalizão para enviar munições a Kiev e não descarta mobilizar tropas

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais