Vale afunda na Bovespa após queda recorde do minério

Mercado repercute negativamente a notícia de que o minério de ferro caiu pelo sexto mês seguido em maio

São Paulo – As ações preferenciais classe A da Vale lideravam as baixas do Ibovespa nesta sexta-feira, com um recuo de 3%.

O mercado repercute negativamente a notícia de que o minério de ferro caiu pelo sexto mês seguido em maio. Trata-se da mais longa trajetória de queda já registrada, com a ampla oferta levando os preços para o seu menor nível desde setembro de 2012.

Alguns comerciantes na China estão descarregando cargas da matéria-prima mesmo com prejuízo, diante de preocupações de que os preços possam cair ainda mais.

Segundo informou a Reuters, as siderúrgicas chinesas estão cortando contratos de longo prazo de minério de ferro por cargas mais baratas no mercado local, convictas de que os preços deprimidos não devem se recuperar em meio ao que a Vale vê como o primeiro superávit global do item em uma década.

O minério de ferro para entrega imediata na China caiu 4%, para 91,80 dólares a tonelada, o menor nível desde 7 de setembro de 2012, de acordo com o provedor de dados Steel Index.

Com a queda de hoje, as ações da Vale ampliam para 18,5% a desvalorização em 2014.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.