Mercado imobiliário

Jabaquara: veja como é morar no bairro

Com fácil acesso ao transporte público, região tem custo de vida acessível e diferentes opções de cultura e lazer

25º lugar: Jabaquara (Guilherme T. Santos/Flickr)

25º lugar: Jabaquara (Guilherme T. Santos/Flickr)

Patrícia Basilio
Patrícia Basilio

Redatora freelancer

Publicado em 8 de maio de 2024 às 19h11.

Tudo sobreGuia do Mercado Imobiliário
Saiba mais

O Jabaquara é conhecido por estar próximo ao aeroporto de Congonhas e por sediar um terminal rodoviário, integrado à estação da Linha 1-Azul do metrô. 

Na Zona Sul da capital, o bairro tem fácil acesso às demais regiões da cidade e, por este motivo, é bastante procurado por quem vem trabalhar em São Paulo. 

Onde fica Jabaquara?

Situado entre o Aeroporto de Congonhas e o Jardim Botânico, o Jabaquara oferece diferentes opções de transporte público: ônibus municipais, intermunicipais e as estações de metrô Jabaquara, São Judas e Conceição.

O bairro também tem fácil acesso às rodovias Anchieta, Imigrantes e à Avenida Jabaquara. A localização estratégica atrai quem deseja viver em um ambiente mais tranquilo sem abrir mão da proximidade com os bairros centrais e outras áreas da Zona Sul.

Como é o transporte em Jabaquara?

O Jabaquara tem uma estação rodoviária que oferece rotas para diversos destinos municipais e intermunicipais, como Guarujá, Praia Grande e Santos.  

Também abriga três estações de metrô da Linha - 1 Azul: Jabaquara, São Judas e Conceição. 

Quanto custa morar em Jabaquara?

O Jabaquara é um bairro com custo de vida acessível para quem deseja viver próximo à estação do metrô quando levamos em conta o preço de venda e de aluguel dos imóveis. 

O valor médio de um imóvel no Jabaquara é de R$ 664 mil, segundo o Quinto Andar. Há opções para todos os bolsos, uma vez que os preços variam de acordo com a localização e a metragem do apartamento ou casa: indo de R$ 200 mil a R$ 1,7 milhão. 

Para quem deseja alugar, os preços variam de R$ 1.300 para um kitnet a R$ 15 mil para um apartamento com quatro quartos e 60 metros quadrados.

Como é a segurança em Jabaquara?

O Jabaquara é considerado um bairro seguro e tranquilo para se viver. 

A região conta com uma delegacia de polícia próxima à estação de metrô, onde é possível encontrar agentes policiais e patrulhas rondando as ruas durante o dia e, principalmente, nos horários de pico.

Qual é a história de Jabaquara?

A história do bairro do Jabaquara remonta à época da escravidão, quando a região era uma mata deserta que servia de abrigo aos escravos fugidos. O nome "Jabaquara" deriva do tupi-guarani YAB-A-QUAR-A, que significa rocha e buraco, ou "Mata dos Negros Fujões". Pertencente a uma das sesmarias do Padre José de Anchieta, a área ganhou notoriedade ao longo dos séculos.

O Sítio da Ressaca, construído no século XVII, e o Acervo da Memória e do Viver Afro-Brasileiro Caio Egydio de Souza Aranha são marcos históricos importantes no local. Durante o século XIX, a região se popularizou, recebendo fazendeiros e sitiantes que abriram estabelecimentos agrícolas e comerciais. Em 1886, iniciou-se a circulação dos trens a vapor, ligando Vila Mariana a Santo Amaro.

O desenvolvimento urbano ganhou força com a abertura da autoestrada Washington Luiz em 1928 e a instalação do aeroporto de Congonhas em 1936. A construção da Paróquia São Judas Tadeu em 1940 marcou outro momento significativo na história do bairro. A partir da década de 1950, loteamentos como Jardim Aeroporto, Vila Mascote e Vila Parque Jabaquara impulsionaram o crescimento urbano da região.

Hoje, a Subprefeitura Jabaquara desempenha um papel fundamental na coordenação do desenvolvimento local, implementando políticas alinhadas às vocações regionais e interesses da população. Com serviços mais acessíveis e transparentes, busca facilitar o acesso dos cidadãos aos recursos públicos e promover uma gestão participativa e integrada.

Acompanhe tudo sobre:aluguel-de-imoveisImóveisGuia do Mercado Imobiliário

Mais de Mercado imobiliário

Apartamentos pequenos são mais caros que os maiores – saiba o por quê

Onde estão os condomínios mais caros do Brasil? Bairros de RJ e SP disputam liderança

Meu sogro deixou um terreno de herança, mas a partilha foi desigual. É possível rever a divisão?

Feirão de imóveis do Santander tem 140 imóveis com lances a partir de R$ 66 mil

Mais na Exame