Na Nestlé, o cliente diz se o produto é bom — e ganha descontos por isso

Campanha permite que clientes recebam produtos em casa, testem e digam o que pensam sobre eles. Em troca, recebem cupons para compras com descontos
Nestlé: plataforma oferece descontos em troca de feedbacks sobre lançamentos (Stefan Wermuth/Bloomberg/Getty Images)
Nestlé: plataforma oferece descontos em troca de feedbacks sobre lançamentos (Stefan Wermuth/Bloomberg/Getty Images)
M
Maria Clara Dias

Publicado em 18/01/2022 às 12:57.

Última atualização em 19/01/2022 às 11:13.

A Nestlé encontrou uma saída para entender, em tempo real, as impressões de seus consumidores sobre todas as novas ideias de produtos que surgem por lá. A empresa anunciou a criação de uma plataforma onde usuários podem se inscrever para experimentar novos lançamentos e, de quebra, receber descontos por isso.

Saia à frente e torne-se uma referência em marketing e growth da nova era.

A plataforma “Eu Quero Nestlé” funciona como um site, no qual clientes podem se cadastrar para receber os produtos em casa e testá-los de forma gratuita, com a condição de fazer a devolutiva para a marca sobre o que achou dos itens. Clientes podem se inscrever pelo site.

Para os usuários que concluírem a avaliação, a Nestlé irá oferecer cupons de desconto para a compra de produtos no e-commerce da marca. Depois de responder a pesquisa, também é possível se cadastrar novamente para a próxima campanha mensal.

A cada mês serão de duas a três campanhas com diferentes produtos. A primeira ação, realizada em dezembro de 2021, distribuiu mais de 30.000 amostras de novas misturas de café, chocolates com nova embalagem e biscoitos Passatempo. Em janeiro, será a vez do novo leite Ninho Vegetal, Leite Moça Zero Lactose e a nova fórmula do Nescau Prontinho.

"Nosso principal objetivo é testar novos lançamentos e entender a aceitação de todos”, diz Thiago César, líder da área de relacionamento com o cliente da Nestlé.

O racional para a criação da campanha está no desejo de conhecer melhor o consumidor, segundo César. Para isso, é importante que a empresa tenha respostas em tempo real. “Queremos que essa seja a nossa principal fonte de informação. É nossa grande ambição”, diz

Em outra frente, a plataforma nasceu também para contornar um problema causado pela pandemia: a interrupção das experimentações nos próprios mercados. Para César, mesmo sem substituir o merchandising nos pontos de venda, a campanha dá a chance da empresa ter dados e manter um relacionamento com o consumidor. “É quase como um recebido de influenciadores, porque as pessoas postam nas redes sociais, usam hashtags e isso constrói nossa marca. Estamos felizes com o valor agregado que essa plataforma traz”, diz.

Além de selecionar, mensalmente, produtos diferentes para a testagem, outra tentativa para tornar a avaliação mais dinâmica e menos repetitiva é também variar as perguntas. Para cada produto, a Nestlé desenvolveu um tipo de questionário específico.

Na ponta, a campanha também ajuda as unidades de negócio do ponto de vista da sustentabilidade. Sem alternativas para lidar com produtos próximos do vencimento, elas podem enviar os itens para a campanha e, assim, evitar o desperdício.

Atualmente, a Eu Quero Nestlé distribui produtos nas regiões Sul e Sudeste do país, mas a intenção é expandir para todo o país no segundo semestre de 2022, além de acelerar o fluxo de entregas.“Vimos que a velocidade mostra que um fluxo mensal não faz sentido. Devemos ir para um cronograma semanal em breve”, diz.