E-commerce fatura R$ 6,7 bi no primeiro semestre de 2010

Setor cresce 40% impulsionado por fatores como facilidade de crédito e promoções em lojas virtuais

EXAME.com (EXAME.com)
EXAME.com (EXAME.com)
DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h41.

Rio de Janeiro - O e-commerce faturou R$ 6,7 bilhões no primeiro semestre de 2010, de acordo com dados publicados na 22ª edição do WebShoppers, estudo elaborado pela e-bit com o apoio da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico. O valor representa um crescimento de 40% em relação ao mesmo período de 2009. As categorias de produtos mais vendidas nesses seis meses foram "livros e assinaturas de revistas e jornais", "eletrodomésticos", "saúde, beleza e medicamentos", "informática" e "eletrônicos", com tíquete médio de R$ 379,00.

Segundo o estudo, os principais fatores responsáveis por esse resultado foram o acesso ao crédito e o aumento da confiança no comércio virtual, impulsionado pela presença de grandes grupos de varejo já conhecidos no mundo offline. As promoções e apelos das lojas virtuais também ajudaram nesse processo. 

Com a expansão do setor a expectativa é que no segundo semestre - normalmente responsável por 55% do faturamento total do ano - as lojas virtuais alcancem R$ 7,6 bilhões em vendas de bens de consumo, representando um crescimento de 35%. O número de pessoas que fizerem pelo menos uma compra na internet em 2010 deverá ser de 23 milhões.

Ainda segundo o WebShoppers, cerca de 55% dos e-consumidores que fizeram compras estimuladas por redes sociais são mulheres que buscam por artigos de moda. Já no comércio eletrônico em geral, 50% são homens. Quando se diz respeito à idade, os compradores provenientes de redes sociais são, em média, 7 anos mais jovens  que os compradores do mercado: 34 anos contra 41.

Leia mais notícias sobre comércio eletrônico

Siga as últimas notícias de Marketing no Twitter

Mais de Marketing

Amstel traz Amsterdã ao Rio Pinheiros em evento com passeio de balsa gratuito

Heinz lança molho 'Barbiecue' em parceria com a Mattel

Cauã Reymond fica preso em elevador com fã em nova campanha

RD Summit 2024 anuncia data e primeiros nomes da programação

Mais na Exame