Doritos Dinamita chega ao Brasil em formato inédito e sabores picantes

Doritos Dinamita é lançado nos sabores Spicy Cheese e Chipotle Mayonnaise. Na campanha, personagens do Looney Tunes "desenvolvem" os snacks no laboratório da fictícia ACME Corporation; assista
 (Doritos/Divulgação)
(Doritos/Divulgação)
Por Marina FilippePublicado em 29/11/2021 19:01 | Última atualização em 29/11/2021 19:07Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A marca de snacks Doritos, da fabricante de alimentos PepsiCo, lança no Brasil o Doritos Dinamita, nos sabores Spicy Cheese e Chipotle Mayonnaise.

O produto que já existe no México, Estados Unidos e Canadá reforça o posicionamento "For the bold" e chega em formato inédito no país.

"Com o lançamento de Doritos Dinamita, trouxemos um formato inédito, pensado especialmente para oferecer uma nova experiência sensorial, ainda mais crocante e com sabores impactantes, característica que já é autoral do portfólio da marca", diz Pedro Goldfarb, diretor de marketing na PepsiCo Brasil.

Campanha de marketing

Idealizada pela AlmapBBDO, as peças digitais da campanha de marketing seguem o conceito “explosão de sabor” e apresentam a parceria entre Doritos e a empresa fictícia, que é especialista em invenções explosivas: a ACME Corporation.

Na campanha, os consumidores acompanharão a interação da marca com os clássicos Looney Tunes, em uma parceria com a Warner Bros. Consumer Products, a divisão de licenciamento de marcas e personagens da WarnerMedia.

A narrativa conta o processo de desenvolvimento de Doritos Dinamita, dentro dos laboratórios da ACME, com participação dos personagens Weile E. Coyote, Marvin, o Marciano e Eufrazino.

“A ACME Corporation é um grande símbolo para o universo das animações, e sua parceria com Doritos representa, de forma descontraída, a intensidade, ou melhor, a explosão de experiências por trás de Doritos Dinamita. A junção das duas marcas, mesmo sendo a ACME uma empresa fictícia, traduz o conceito de romper com a lógica entre o mundo real e o animado, além de ultrapassar qualquer limite entre as gerações”, diz Goldfarb.