Consumidor está cansado de um tipo de propaganda, revela estudo

Um estudo da Adobe Advertising Cloud revela que o discurso das marcas focado na crise do novo coronavírus não é mais tão relevante

Um estudo coordenado pela Adobe Advertising Cloud, com cerca de 1.000 consumidores e 500 profissionais de marketing globais, mostra que os consumidores querem propaganda, mas estão cansados de determinados discursos.

O resultado pode mudar a decisão dos anunciantes, já que, nos Estados Unidos, cerca de 1/3 deles pausaram seus investimentos no início da pandemia da covid-19.

Os consumidores estão cansados de publicidade com o tom de "estamos com você". O que eles procuram são comerciais que mostrem os produtos de seu interesse e, por vezes, como as empresas estão ajudando as suas comunidades com soluções efetivas.

O público não quer deixar de receber anúncio, mas 90% espera uma propaganda relevante e segmentada para ele.

"É hora de se concentrar no essencial do dia a dia e nas coisas que afastam as preocupações da crise", diz  Keith Eadie, vice-presidente da Adobe Advertising Cloud.

O comportamento dos clientes também dá espaço para novas marcas ganharem relevância. Se a marca atender a uma necessidade, 56% dos consumidores serão receptivos a ela, mesmo que não houvesse familiaridade antes da pandemia.

"Apagar as luzes quando se trata de publicidade não é uma opção, por mais tentadora que seja. Hoje, trata-se de ajustar a estratégia e não reduzi-la", afirma Eadie.

 

 

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também