Marketing

Collabs em alta: agência Bridge+55 nasce para conectar marcas de luxo

Beatriz Gerlack lança empresa para construir conexões entre público de alta renda

Beatriz Gerlack: início com parceria entre Tânia Bulhões e hotel Rosewood (Jacques Dequeker/Divulgação)

Beatriz Gerlack: início com parceria entre Tânia Bulhões e hotel Rosewood (Jacques Dequeker/Divulgação)

Ivan Padilla
Ivan Padilla

Editor de Casual e Especiais

Publicado em 15 de maio de 2023 às 17h09.

Colaborações entre marcas de luxo, mais conhecidas como collabs, já são quase regra. As mais lembradas são as do universo da moda, como a da Nike com a Tiffany e Gucci com Adidas. Algumas vezes as parcerias acontecem entre segmentos diferentes, como Lanvin com a marca de beleza Carita.

Às vezes as colaborações acontecem no setor de serviços. As parcerias entre moda e hotelaria estão em alta. Dior, Bulgari, Missoni, Armani... todas essas entraram no segmento de hospitalidade, com maior ou menor sucesso. A empreitada mais recente nessa área foi a do hotel Loubotin. E vem aí o hotel Louis Vuitton.

Collabs são uma forma que as marcass encontraram para gerar burburinho, ganhar awareness e expandir o mercado endereçado. De olho nesse mercado nasce agora a agência brasileira Bridge+55, uma agência de relações públicas para construir conexões entre o público de alta renda.

Pontes entre marcas e pessoas

Lançada no Mandarin Oriental de Nova York na semana passada, durante uma série de eventos voltados para o empresariado brasileiro, a Bridge+55 nasce com a proposta de valor de ressignificar o conceito de PR para o mundo atual envolvendo a construção de parcerias estratégias entre marcas e pessoas.

A ideia, como diz o nome, é construir pontes. Beatriz Gerlack, fundadora da agência, tem mais de 15 anos de experiência no mercado de luxo nacional e internacional, sendo quase uma década dedicada a duas maisons do grupo LVMH, Dior e Rimowa.

No departamento de marketing dessas empresas, Gerlack organizou experiências exclusivas, eventos de moda, arte e cultura, além de fomentar parcerias com artistas. Um exemplo disso foi quando executou, juntamente com a matriz parisiense, a primeira exposição internacional da Dior na América Latina, no Instituto Tomie Ohtake.

Tânia Bulhões e hotel Rosewood

A semente da Bridge+55 nasceu quando Gerlack fez a ponte entre a marca Tania Bulhões e o hotel Rosewood São Paulo, gerando uma parceira com impacto financeiro e de branding para os dois lados.

“Acredito que o PR tradicional baseado no envio massificado de press releases e no uso de publi posts, para ficar em alguns exemplos, está ultrapassado”, diz Gerlack. “É necessário um entendimento profundo das marcas e pontos de conexão com as outras empresas e pessoas que gerem benefícios para todos os lados.”

A agência também já nasce dedicando um percentual da receita gerada por sua carteira de clientes para projetos sociais, como o “Nós do Morro do Vidigal”, no Rio de Janeiro, além da concepção de um projeto-piloto para ajudar pessoas com deficiência visual.

Acompanhe tudo sobre:ModaHotelariaLuxo

Mais de Marketing

Maior youtuber do mundo, MrBeast inaugura rede de hamburguerias no Brasil

Adesivos simulam enchentes no RS em pontos turísticos de SP: 'E se a água subisse até aqui?'

Lu, do Magalu, veste nova camisa do Corinthians em apoio à causa antirracista

Ela transformou networking em negócio e deve faturar R$ 100 milhões em 2024

Mais na Exame