Campanha põe palavra 'obesidade' em garrafas de Coca-Cola

Campanha de organização dos EUA tirou sarro da Coca-Cola ao inserir palavra "obesidade" em rótulo de refrigerante
Campanha contra a Coca-Cola: palavra "obesidade" no rótulo (Reprodução)
Campanha contra a Coca-Cola: palavra "obesidade" no rótulo (Reprodução)
G
Guilherme DearoPublicado em 29/09/2015 às 16:09.

São Paulo - Você já deve ter reparado que as latas e garrafas de Coca-Cola trazem nomes próprios.

Primeiro a brincadeira consistia em achar o seu próprio nome. Os humoristas do Porta dos Fundos até fizeram piada  com a existência de nomes, digamos, diferentes.

Depois, veio a fase "Share a Coke", onde a ideia era presentear um amigo, procurando por seu nome na lata.

No Brasil, essa etapa da campanha existe desde janeiro e trouxe 600 novos nomes. Nas embalagens, vêm escrito "Tomando uma Coca-Cola com...".

Já nos EUA, a marca criou um site onde o consumidor pode escrever uma palavra personalizada no rótulo. Ela paga pelo produto e o recebe em casa. 

Aí entra em cena o Center for Science in the Public Interest, que resolveu falar dos problemas sobre a Coca: obesidade, cáries, diabetes, excesso de açúcar e sódio, entre outros.

Os criadores da campanha tentaram escrever a palavra "obesity" no rótulo.

Surpresa: descobriram que o site não aceita qualquer palavra... Elas precisam ser previamente "reconhecidas" pela empresa.

Não foi coincidência: algumas palavras que o site não aceitava eram, justamente, "obesidade", "cáries" e "diabetes".

Segundo a Coca, não eram aceitas nomes de celebridades e nomes de outras marcas. Também, as palavras deveriam ser "respeitosas, de bom gosto e apropriadas".

Contudo, depois de uma solicitação por e-mail, os responsáveis pela campanha conseguiram inserir a palavra "obesidade".

Confira o vídeo: