Invest

Para quem está cansado de networking: como se conectar de forma efetiva com as pessoas

Encontro das principais líderes do mercado financeiro é o lugar ideal para criar conexões, trocar experiências e impulsionar a carreira

Women in Finance: na 5ª edição, que vai ter o encontro presencial no dia 18 de junho, na FAAP, em São Paulo (Tatiana Ferro/Divulgação)

Women in Finance: na 5ª edição, que vai ter o encontro presencial no dia 18 de junho, na FAAP, em São Paulo (Tatiana Ferro/Divulgação)

Carolina Cavenaghi
Carolina Cavenaghi

Cofundadora e CEO da Fin4she

Publicado em 28 de maio de 2024 às 07h32.

Última atualização em 28 de maio de 2024 às 09h50.

Tudo sobreCarolina Cavenaghi
Saiba mais

O Women in Finance (evento da Fin4She) surgiu de forma despretensiosa, apenas para criar um lugar acolhedor onde nós, mulheres, pudéssemos trocar experiências sobre o mercado financeiro. Era um momento de desconforto, em que o peso da maternidade na minha carreira me fez querer ir muito além e não aceitar que eu seria tirada da jogada ou colocada de escanteio simplesmente por ser mãe. Eu precisava conversar sobre isso com outras mulheres que eu sabia que passavam pela mesma situação, mas com quem e como falar?

Foi assim que o WIF surgiu. Com o tempo, eu percebi que esse evento me fez mudar a forma como eu enxergo o famoso networking, tão buscado no mundo corporativo; porque existem muitas outras situações, desafios e dores que nós compartilhamos no mercado financeiro (ou qualquer outro). Nesse processo, eu percebi que me reunir com mulheres para criar conexões e trocar essas experiências é um conforto para a alma e um impulsionador natural para a carreira.

Não à toa, o Women in Finance reúne centenas de mulheres todos os anos, afinal, quem não quer se sentir acolhida, inspirada e com oportunidades para buscar crescimento pessoal e profissional? Hoje, é com muito orgulho que eu vejo esse projeto ganhando vida e se desenvolvendo para muito além do que um dia imaginei. O Women in Finance se tornou um lugar de networking verdadeiro e de desenvolvimento para as mulheres.

E o mais legal é ver que o projeto em si cresceu junto com todas nós que construímos e participamos dele. Na 5ª edição, que vai ter o encontro presencial no dia 18 de junho, na FAAP, em São Paulo, nós fomos muito além (os ingressos estão disponíveis AQUI, já corra para garantir a sua participação!).

Créditos: Lançamento Women in Finance 2024: encontro presencial no dia 22 de maio no escritório da PWC Brasil, em São Paulo (PWC Brasil/Divulgação)

Créditos: Lançamento Women in Finance 2024: encontro presencial no dia 22 de maio no escritório da PWC Brasil, em São Paulo (PWC Brasil/Divulgação) (PWC Brasil/Divulgação)

O Women in Finance 2024 se consolida como o principal lugar para criar conexões verdadeiras com as pessoas para muito além do networking. Construímos um espaço em que você pode fazer tudo o que é preciso para sair do básico na hora de construir a sua rede. No WIF 24, você pode:

  • ter acesso a grandes nomes e referências do mercado
  • ouvir a história das pessoas e contar a sua história
  • contribuir com a sua experiência e conhecimento
  • pedir conselhos e contar com a experiência de outros profissionais
  • adquirir novos conhecimentos em mais de 16 horas de conteúdo
  • estar em um lugar em que todas as pessoas estão interessadas em networking
  • interagir com as empresas patrocinadores no Hub das Investidoras

Como participar do Women in Finance

Se você quiser fazer parte dessa rede enorme de mulheres interessadas em se conectar e se desenvolver profissionalmente, o Women in Finance é para você. Serão mais de 16 horas de conteúdo com painéis de discussão à tarde e coquetel à noite para networking. Entre as palestrantes confirmadas, estão:

  • Betina Roxo, sócia e vice-presidente da Redoma Capital;
  • Fernanda Ribeiro, CEO da Conta Black;
  • Carolina Ferraz, atriz, apresentadora e co-fundadora da Cimples,
  • Juliana Cury, CMO do Santander Brasil (SANB11);
  • Luciana Antonini Ribeiro, sócia-fundadora da eB Capital;
  • Daniella Marques, Chairwoman e sócia da Legend;
  • Amanda Oliveira, CEO, Instituto As Valquírias;
  • Carolina Nakaoski, Head de Business Development Mirae Asset;
  • Sauanne Bispo, CEO da AfriHub, empresa de imersão corporativa no continente africano com foco em ESG e Inovação

Nos painéis, vamos falar sobre mulheres pioneiras e a importância de abrir portas, gestão financeira e patrimonial, economia feminina e muito mais. Além dos ingressos individuais, nós também temos pacotes corporativos para as empresas que querem investir nas suas funcionárias. Todos estão disponíveis aqui: INGRESSOS WOMEN IN FINANCE. Disponibilizamos também 150 convites gratuitos para mulheres pretas.

Desenvolvimento de carreira

O que muitas pessoas erram na hora de estruturar um plano estratégico de desenvolvimento de carreira é achar que apenas o networking basta. Não adianta conseguir boas conexões com as pessoas, se você não está preparado em relação às habilidades técnicas e comportamentais.  

Pensando nisso e com foco de ajudar mulheres do país todo a se desenvolverem, nós criamos uma jornada online de conteúdos do Women in Finance. Ou seja, quem não conseguir participar do evento presencial, ainda pode aproveitar todo o conteúdo que estruturamos com grandes nomes do mercado e disponibilizamos gratuitamente na nossa plataforma. Basta se cadastrar neste link: https://www.fin4she.com.br/womeninfinance e acompanhar o cronograma.

Este ano, o Women in Finance se tornou muito mais que um evento, nós construímos uma jornada completa com tema que todos precisamos falar, mas muitas vezes não sabemos como e nem com quem. Um lugar seguro para você compartilhar suas experiências, desafios e criar conexões que vão mudar o patamar da sua carreira.

 Estou ansiosa para ver todas (os) vocês lá!

Acompanhe tudo sobre:Networkingdicas-de-carreiraMulheresdicas-de-financas-pessoaisFinançasCarolina Cavenaghi

Mais de Invest

Veja o resultado da Mega-Sena, concurso 2738; prêmio acumulado é de R$ 53 milhões

Quanto rende R$ 500 mil a 110% do CDI?

Quanto rende R$ 100 mil a 110% do CDI?

Quais são os tipos de comunhão de bens no casamento?

Mais na Exame