Invest

27 ações que pagam dividendos mais indicadas para março

Levantamento feito pela EXAME Invest mostra as ações mais recomendadas por corretoras para este mês

Vale: mineradora é destaque entre os analistas devido ao preço do minério de ferro que apresentou uma forte recuperação no mercado internacional (Vale/Divulgação)

Vale: mineradora é destaque entre os analistas devido ao preço do minério de ferro que apresentou uma forte recuperação no mercado internacional (Vale/Divulgação)

Karla Mamona
Karla Mamona

Editora de Finanças

Publicado em 7 de março de 2023 às 10h06.

As ações da Vale (VALE3) lideram o ranking das recomendações de bancos, corretoras e casas de análise para o mês de março como pagadoras de dividendos. Os papéis foram citados em cinco das oito carteiras consultadas pela EXAME Invest. Os papéis da Telefônica (VIVT3) aparecem em segundo lugar com quatro indicações.

A mineradora é destaque entre os analistas devido ao preço do minério de ferro que apresentou uma forte recuperação no mercado internacional, alta de 13%, devido à reabertura da economia chinesa. Os analistas da Ágora estimam que o preço médio da commodity deve chegar em US$ 140 no primeiro semestre deste ano e de US$ 130 ao longo do ano.

Esperamos que a Vale distribua US$ 5,4 bilhões em dividendos (isso porque consideramos apenas os dividendos mínimos para 2023), equivalendo a um dividend yield em torno de 7%, além do programa de recompra em andamento (quase US$ 5,6 bilhões em 2023). O resultado do quatro trimestre do ano passado foi sólido, com forte recuperação da linha de metais básicos no trimestre, volumes de minério de ferro e preços praticados sazonalmente mais fortes.

Sobre a Telefônica Vivo (VIVT3), os analistas destacaram que a companhia distribui bons proventos, e ainda que a expectativa de pagamento de dividendos seja abaixo de dois dígitos, isso  pode  fornecer  alguma  proteção  contra  quedas.  Recentemente, a Vivo  anunciou  que  entrou com  um  pedido  de  redução  de  capital  de  R$  5  bilhões  junto  ao  regulador,  que  deverá  ser  distribuído  aos acionistas caso a aprovação seja concedida. 

Veja ranking e carteiras abaixo:

 

 

 

 

Ágora Investimentos

AçãoPeso (%)
BB Seguridade (BBSE3)20
Energisa (ENGI11)20
Itaúsa (ITSA4)20
Telefônica Vivo (VIVT3)20
Vale (VALE3)20

Guide Investimentos

AçãoPeso (%)
Ambev (ABEV3)20
Banco do Brasil (BBAS3)20
CPFL Energia (CPFE3)20
Petrobras (PETR4)20
Vale (VALE3)20

Genial

AçãoPeso (%)
Duratex (DXCO3)20
Prio (PRIO3)20
SLC Agrícola (SLCE3)20
Telefônica Vivo (VIVT3)20
Vibra (VBBR3)20

PagBank

AçãoPeso (%)
Banco do Brasil (BBAS3)20
BB Seguridade (BBSE3)20
Equatorial (EQTL3)20
Itaú Unibanco (ITUB4)20
Vale (VALE3)20

Nova Futura

AçãoPeso (%)
Bradesco (BBDC4)20
Cemig (CMIG4)20
Gerdau (GGBR4)20
Isa CTEEP (TRPL4)20
Telefônica Brasil (VIVT3)20

Planner

AçãoPeso (%)
ABC Brasil (ABCB4)20
Engie (EGIE3)20
Eztec (EZTC3)20
Grendene (GRND3)20
Vale (VALE3)20

Santander

AçãoPeso (%)
B3 (B3SA3)20
Banco do Brasil (BBAS3)20
CPFL Energia (CPFE3)20
Eletrobras (ELET6)20
Vale (VALE3)20

Terra

AçãoPeso (%)
CCR (CCRO3)20
Engie (EGIE3)20
Itaúsa ( ITSA4)20
Taesa (TAEE11)20
Telefônica Vivo (VIVT3)20
Acompanhe tudo sobre:Açõesbolsas-de-valoresMercado financeiroCorretorasDividendosVIVT4TelefônicaVALE3Vale

Mais de Invest

Como declarar herança no Imposto de Renda 2024

INSS libera consulta a segunda parcela do 13º; veja calendário

Ibovespa: nem Petrobras nem Nvidia conseguem sustentar bolsa, que opera em queda após Ata do Fed

"Se o medo é de uma loucura na Suzano, eu compro a ação": por que esse gestor está otimista com IP

Mais na Exame